Archive for the 'Cantarolando…' Category

Sexo – Oswaldo Montenegro

domingo, fevereiro 8th, 2009

Seja qual for o tema o que te importa é sexo
Seja alegria, angústia, choro, encanto ou dor
Seja de ausência, sonho, tara ou por complexo
Seja na cama, palco, escada, elevador

Chimarruts – Pra ela

domingo, novembro 30th, 2008

Quando olhou
Conseguiu enxergar,
Que sair por sair,
Falar por falar,
Já não faz sentido
Pode acabar.
Mas o tempo faz
A verdade aparecer
E a cada dia
Fica fácil de se ver,
Que você não sabia,
Não sabia
Que você não entendia.

Chimarruts

Silvia Machete – Toda Bêbada Canta

sexta-feira, novembro 28th, 2008

Não teve a menor graça
Tudo isso eu sei que passa
Mas não passou…
Eu não sou nenhuma santa

Silvia Machete

No fim

segunda-feira, novembro 10th, 2008

Ali encontrarei você em meu olhar
Ali me encontrarás tão desarmada
No meio da luta cotidiana
Ali está a verdade indesejada

E no fim seremos luz, seremos dois
Ao fim a cruz pesará menos
Leva eu, leva você
No fim poderei sentir
Que já não estou no lugar errado
Voltarei a amar (…)

Ali onde o perdão é o de menos
Ali onde se morre de verdade
Ali onde viver é como um sonho
Ali eu sei que você me encontrará

Ali onde terminam as palavras
E onde o ser humano está demais

(…)

No fim poderei sentir
Que já não estou no lugar errado
E ali no fim voltarei a amar

Por: Chris Moreno

Sutilmente

domingo, outubro 5th, 2008

Tenho tanta coisa pra dizer. Já não consigo saber se tudo isso que está na minha cabeça existe realmente. Já não sei se crio coisas ou se coisas criam. A verdade é que o barulho interno é tão forte, que eu silencio por fora.

Nesse silêncio profundo e nesse barulho ensurdecedor, me eescrevo e descrevo nas palavras de outrem. Dessa vez; Fernando Reis:

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

Sutilmente – Skank.

(L)

quinta-feira, outubro 2nd, 2008

(…)

I know this face I’m wearing now
I’ve seen this in my eyes
And though it feels so great I’m still afraid
That you’ll be leaving anytime

(…)

I’ve caught myself smiling alone,
Just thinking of your voice,
And dreaming of your touch it’s all too much,
You know I don’t have any choice.

Don’t say you love me – Sandy e Junior

Comúsicação #3

sexta-feira, setembro 19th, 2008

Nem deu tempo de respirar direito e eu já achei mais uma música que atraiu minha atenção. É como digo, cada fase tem lá sua trilha sonora e muitas vezes são músicas que já conhecemos e passa despercebida na nossa vida e dona ela começa a fazer sentido.

Como essa:

E olha, eu nem gosto da Elis hein.

Comúsicação – com música são – comunicação

quarta-feira, setembro 17th, 2008

É incrível o poder de comunicação que a música tem. Poderíamos usar apenas as canções pra expressar nossos sentimentos ou estado de espírito.

Pra hoje, eu escolhi:

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára…

A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa

Eu sei!
Por impaciência
Por obediência
Pura intuição…

Qualquer dia
Qualquer hora
Tempo e dimensão
O futuro foi agora
Tudo é invenção…

Ninguém vai
Saber de nada
E eu sei
Pelo sentimento
Pelo envolvimento
Pelo coração…

Esquentando as turbinas

terça-feira, setembro 16th, 2008

Cara, eu queria tanto ir no show do Seu Jorge mas já tinha desencanado geral achando que só eu curtia o cara a ponto de ir a um show. Fora que faz um tempinho que não vou à um show bacana, que não seja do Teatro Mágico.

Mas como eu não posso simplesmente ir sozinha, já tinha desencanado. Eu pra desencanar das coisas ultimamente tá fácil. Afinal, pouca coisa tem me feito fazer questão ultimamente. E não, pasmem, mas Teatro Mágico nem tem sido uma dessas coisas não.

Mas eis que de surpresa me vem a Fê e faz a perguntinha mágica: “Vamos no show do Jorge?!“, ooopaa!!! Era o que eu queria ouvir.

Pra ir aquecendo os tambores, já estou ouvindo um bucado. Fica alguns trechos que me dizem algo:

Só de me encontrar no seu olhar
Já muda tudo
Posso respirar você
E posso te enxergar no escuro

Tem muito tempo na estrada
Muito tem
E como quem não quer nada
Você vem
Depois da onda pesada
A onda zen

Seu Olhar

Eu fico imaginando coisas
Me pego imaginando coisas
Lembranças de um tempo bom

Cuidar de mim

Seu olhar me apavora
Me perdi no seu sorriso
Nem preciso me encontrar
Não me mostre o paraíso
Que se eu for, não vou voltar

Mina do Condomínio

Minha aventura é a Sagatiba
Saga quer dizer em busca
Tiba quer dizer eterno
Sagatiba eterna busca do valor mais puro
Da pureza dos olhos de quando se ama alguém
Do calor, da beleza, do sonho puro

Eterna Busca

Não é fácil esconder tão bem a dor…

quinta-feira, setembro 11th, 2008

Tem horas que a saudade bate e eu não consigo me controlar. É engraçado quando uma pessoa assim, passa a ter uma importância tão grande em nossas vidas. Já parei pra pensar nisso.

E esses dias eu confesso, me permiti sentir essa saudade e me entreguei à esse sentimento. Que falta, você me faz, que falta!

Difícil escolher uma, ou um trecho… Mas na dúvida vão dois ….

Não é fácil esconder tão bem a dor
Como é que eu faço pra não mais olhar para trás
Muito mais ainda
Se era bom tudo em mim
Não foi consumido
Mas você diz que é preciso
E só me resta aceitar

Queria ter poder pra transformar
Toda essa dor em quase nada

Sob o Céu – LS Jack

Preciso me achar
Mas em qualquer lugar estou
Rodando sem direção eu vou…

Sem Radar – LS Jack