Archive for dezembro, 2005

Balanceamento ANAL de 2005

sexta-feira, dezembro 30th, 2005

Resolvi me precipitar e já ir postando o meu balanceamento, acho que o queb é, já está, se alguma coisa pode mudar, eu venho e edito. E, conforme for venho fazer um post com minhas pretenções pra 2006, apesar de que minha maior pretenção é não ter nada “agendado”. Viver dia por dia.
Enfim, ta aí…e é engraçado, vale a pena!

OS + MARCANTES DO ANO…

melhor momento: nascimento da Luara e festa de meus 24 anos
momento triste: dia 05/05/05
música: Do it (Lenine)
filme: Os Filhos de Francisco
pessoa: Dalarte
amigo: Fernanda
pessoa q mora longe: Daniela, Diogo e Erikinha
3 melhores dias: 1- nascimento da Luara; 2- festa dos meus 24 anos; 3- 15 dias no RJ
palavra: certeza
frase: “Nós somos aquilo que queremos ser, e não aquilo que merecemos, só é preciso saber querer” (by Iza)
chuva: esse ano num teve nenhuma.
som: as vozes das pessoas que amo.
programa de tv: Contemporâneo e Marilia Gabriela
persona: Seu Francisco
cantor(a): Seu Jorge
banda: O Rappa
ator(atriz): Henri Castelli
dia da semana: Sábados
mês: Fevereiro, Outubro, Novembro e Dezembro
horario: 24hs do dia
manhã: a que a Luara nasceu
tarde: um dia que ficamos todos na piscina do Guarujá
noite: minha festa
fim de tarde: o dia que fomos na Lagoa Rodrigo de Freitas
passeio: Rio de Janeiro, todos os dias
choro: do meu aniversário e a emoção do nascimento da Luara
saudade: meus avós e do Diogo (muita)
cantada: nenhuma marcante
pakera: uma atual… hahahaha
site: meu blog
apelido: Polly
festa: a minha
lugar: Na Mata
sonho: um que tive onde eu era produtora de shows e produzi o show do Alternativa Z e o Diogo fazia uma homenagem pra mim no palco e eu não podia subir no palco, pois estava sangrando muito hahahaha
arrependimento: ter sofrido tanto atoa
professor: André
samba: Maneiras – O Rappa e Zeca Pagodinho
axé: não, muito obrigada
funk: “glamurosa… rainha do funk… poderosa…” huahauha
rock: Me deixa – O Rappa
show: Ana Carolina e Seu Jorge
viagem: Rio de Janeiro
mico: perdi as contas, pago muitos!
decepção: Fabiane
peça: a única que fui, do Paulinho Vilhena
animal: a Cindy, sempre!
musa: pra sempre, Marcus Menna
trecho de música: “Me diz se é perigoso a gente ser feliz” (Chico Buarque)
clipe: nenhum, não vi muitos clipes esse ano
parente: Mayra, bastante presente na minha vida esse ano
carta: não recebi nenhuma que vale a pena :(
reaproximação: Aretha e Dassler
foto: todas que eu apareço 😛
risada: todas que dei quando estava no Guarujá
conkista: ter me livrado de umas obcessões q me corroíam aos poucos
sol: aquele do Guarujá na piscina
paisagem: a praia do Rio de Janeiro

TRILHA SONORA DO ANO

Amanhã Não Se Sabe – LS JACK
Do it – LENINE
Sair Só – LENINE
Dirversão – NILA BRANCO
Condição – LULU SANTOS

Reveillon!

quarta-feira, dezembro 28th, 2005

[edit]

Resolvi separar esse post do outro porque tava muito grande, e principalmente porque queria dar uma editada no texto. As coisas andam acontecendo e eu nem tenho tempo e inspração pra postar.

* Quem já leu, relei que mudei coisinhas no meio.

[/edit]

Agora vem o Reveillon …

Data que eu aprendi a não gostar muito, por vários aspectos.

– Desunião
– Bebedeiras
– Oba oba
– Galera zanzando na praia a noite toda
– Traumas

Enfim, no Reveillon o povo costuma ir tudo pra praia bagunçar, beber, beijar ((ainda tem aquelas “passe a virada beijando e beije o ano todo” aff!)), fazer tudo que definitivamente eu não nasci pra fazer.
Não julgo, não acho nada, mas por eu não ser desse jeito acabo que fico em casa mesmo, passando com meus pais e assistindo o show da virada!! Eu não acho que o Reveillon seja assim motivo pra tanta festa e tantas promessas, acho um barato meio que de covarde porque se vc promeete que no próximo ano tudo vai ser tão diferente, pra que ficar deixando pra depois. Oras bolas se quer mudar que mude logo, num precisa mudar o ano. Até porque mudança de ano na verdade existe pra uma organizaçao das coisas, da história principalmente. Mas mudar mesmo, num muda muito não, a mudança tá no dia-dia isso sim!! Tanto é, que outras culturas comemoram o reveillon em outras datas, não sei exatamente quais e quando, mas sei que o Pagão comemora em Outubro.
Posso parecer velha também, mas tenho maior grilo com isso de que essa zorra no reveillon acaba sempre rolando mais acidentes, assaltos e tudo mais. Muita gente resolve soltar a franga e aí acaba exagerando um pouco e tals. Tenho medo mesmo. De andar de carro, de passar na praia, de viajar, de fazer o que for no reveillon fora da minha casa!! Talvez se eu estivesse em um show legal ((se bem que show tbm tenho medo!)), ou então rolasse de ter uma super churrascada aqui ou em algum amigo e ai a galera ficasse toda reunida comendo e bebendo na paz, eu ia enxergar tudo de outra forma. Mas meus amigos vão pra praia, minhas primas e meus tios ficam aqui até 23h30 e depois vão pra praia, meus irmãos passam a meia noite aqui e depois saem, eu acabo que depois da meia noite nem tem graça.
Esse ano por exemplo, nem minha irmã vai estar aqui, ela passará no RJ assistindo show da Ivete ((Que inveja!!)) e dia primeiro as 7h da manhã ela tem que dar plantão!! Portanto, as expectativas pro Reveillon nem são das melhores, apesar que isso seria um pessimismo já que eu tive um 2005 muito bom e de saber que as coisas estão encaminhando, a galera com saúde e de existirem muitas pessoas maravilhosa na minha vida!!
E será assim mesmo, antes da meia-noite aquela festa de Tia Beth, Mauro, Ana, Tia Marga, Tia Suzeth, Aretha, Andrea, Mah, Mariana, Tia Cristina, Tio Cláudio, etc tudo aqui brincando, conversando e fazendo aquela zona igual no Natal. E aí depois da meia-noite eu nunca sei o que pode acontecer. Se a galera se agita e vem tudo pra cá ficar conversando e rindo a noite toda, ou se ninguém se anima e fica cada um prum lado e tals. Imprevisível!!
As notícias boas que eu esperava vieram, meio sem muitas certezas mas elas vieram e eu resolvi ser o mais honesta e clara possível, pois apesar de algumas coisas e pessoas serem muito importantes pra mim, é preciso agir com sinceridade para que ninguém ((nem eu mesma)) tenha dúvida de quem sou. Faço tudo que puder para agradar as pessoas que eu sei que merecem, desde que aquilo não mude a minha identidade. Mais uma vez agi como eu não imaginava, de verdade. O que em outra situação eu viveria um personagem para não perder a oportunidade, ou adiaria o máximo pra assumir quem realmente sou ((não que seja falsidade, mas mtas vezes quem já não se reprimiu?!)). Agora é assim, jogo aberto e pronta pro que der e vier!!!
Acabou que minha vida está uma grande surpresa e o frio na barriga chega até a causar uma leve gastrite. É esperar pra ver o que acontece, já que tem tanto pra acontecer e já acontecendo, e passar do meu jeitinho, com quem quer que seja, muuuito feliz, com paz e amor no coração!!

Eu volto pra comentar, apesar que eu acredito que nem dê tempo!!! 😀 :D!!

Natal!!

segunda-feira, dezembro 26th, 2005

Hoje o Writely resolveu não funcionar. É Natal, fim do Natal, e até ele deve estar fechado, curtindo a ressaca e a barriga pesada da Ceia e do almoço. Ok, sendo assim tá perdoado e eu vou para o WordPad já que apesar da moleza no corpo, os olhos cansados e uma dor no estômago fenomenal, eu estou feliz demais com meu Natal para deixar pra escrever amanhã.
O meu Natal foi realmente aquilo que deveria ser. Não foi aquele lance que todo mundo critica, talvez por isso gosto tanto da data, de passar com pessoas que a gente quase nunca vê e que durante o ano estão pouco se importando como vão as coisas aqui em casa.

(Writely voltou e estou nele!!)

Passei com aquelas pessoas que estiveram comigo durante todo o ano, com quem viveu as coisas boas e as ruins do meu lado e sempre rindo e chorando junto comigo. De gente que me ouviu, me entendeu e me deu boas broncas quando precisei. Ao lado da minha família; Mãe, Pai, Nat, Cauê, Tia Cristina, Pádua, Mah, Mariana, Tio Cláudio e o Claudinho. E de tudo que eu possa ter ganho, nada pra mim foi melhor que toda a união e demonstrações de carinho que esteve a minha volta. Bom demais, eu só tenho que agradecer!!
Além de tudo isso, de ter a familia reunida, os sorrisos nos rostos e a comida na mesa, eu ainda tenho tido oportunidade muito grande de sentir a amizade assim cada vez mais intensamente. E na noite de Natal não foi diferente! Ao invés de receber milhões de telefonemas, e-mails, torpedos e etc, esse Natal eu senti muita sinceridade nas pessoas que me procuraram de alguma forma pra desejar um Feliz Natal. E alguns poucos que não falei nem dia 24 ou 25, eu tenho plena segurança e certeza de saber que de alguma forma essas pessoas pensaram em mim assim como eu pensei neles.
A atenção da Tia Beth, tia Marga, tia Su, o Mauro, a Ana, a Andrea e a Aretha terem vindo aqui desejar feliz natal e passar alguns minutos conversando e se divertindo conosco. A Yoko toda fofa ter ligado pra cá e daquele jeito dela de ligar, eu sei o quanto é sincero tudo que vem dessa japinha brava que odeia falsidades. A Fernanda Paes Leme ter ligado de SP e toda a familia dela sempre fazendo questão de falar comigo, sei que faço o site e eles me devem um grande favor, mas poderiam ser dadas tantas desculpas e tudo que é dito é tão sincero que eu sinto que esse lance de favor já ultrapassou. E o Diogo, um minerinho de BH, garotinho de lua pra caramba, que eu tinha taaanta certeza que não iria me ligar acabou me surpreendendo. Não que tenha sido a primeira vez, mas devido ao que eu sei que ele pensa e o fato de ele morar tao longe, ter msn, skype e tanto meio de não se gastar interurbano, eu fiquei contente com a atitude, apesar do meu pessimo atendimento =/ !
Como nada na vida pode ser 100% certo, lógico que fiquei bastante chateada com tudo isso que a Fabiane vem fazendo. Eu não pude ver minha sobrinha no dia 24, e no dia 25 ela fez a palhaçada de trazer a criança por meia hora ((sem exageros!! Se bobear foi menos!)) e levá-la embora antes mesmo que ela se familiarizasse com o lugar, foi o tempo de dar os presentes, brincar um pouco e aí a Fabiane já tocou a campainha. Muito triste, mas minha mãe comentou uma vez e eu agora sempre que fico triste com isso prefiro pensar que, pelo menos dessa forma o Cauê ta amadurecendo e tendo que andar na linha. Não é uma grande justificativa, mas se temos que olhar o lado bom, esse foi o único que eu posso ver.
Mas em um resumo geral, tanto meu dia 24 como o meu dia 25, foram dias maravilhosos e com a coisa que eu mais amo na minha vida. Ver toda minha familia únida, com paz, saúde, felicidade e muito amor. Isso não existe dinheiro que pague nem loja que venda, pras outras coisas existe o Mastercard! ((Essa propaganda é muto verdadeira)).

Mais um questionário…

sábado, dezembro 24th, 2005

Cinco detalhes sobre mim ….

* Amiga
* Temperamental
* Teimosa
* Alegre
* Sincera

Cinco detalhes sobre minha aparência no momento…

* Arrumada pro Natal
* Penteada
* Cheirosa
* Cabelo da cor original
* E linda sempre! =P

Cinco coisas que fiz ontem…

* Vi DVD
* Recebi Fê , Bronx e Mah
* Fiquei na nerd
* Tirei fotos
* Voltei pra nerd =/

Cinco bandas preferidas …

* O Rappa
* Tianastacia
* Biquini Cavadão
* SoulFunk
* LS Jack

Cinco filmes preferidos …

* Cazuza
* Um Amor Pra Recordar
* 10 coisas q eu odeio em vc
* Jogos Mortais
* Cidade de Deus

Cinco coisas que me deixam feliz …

* Um scrap, sms, comentários, visita ou ligação de meus amigos
* A Familia Reunida
* Um bom show de música Brasileira
* Tomar Leite
* Quando ele ta bonzinho

Cinco coisas que não vivo sem …

* Leite
* Cagar
* Familia
* Internet
* Amigos

Cinco pessoas especiais …
* Pai
* Mãe
* Nat
* Cauê
* Luara

Cinco bebidas …

* Leite
* Suco de Maracujá com Leite Condensado
* Suco de Açai
* Agua de Coco
* Alexander

Cinco sonhos …

* Meu carro
* Ter sempre a família grande no Natal toda reunida
* Arranjar um emprego em um prog de TV sobre Cultura Brasileira
* Conhecer o Brasil todo
* Casar ou morar junto com um músico

Cazuza que me permita…

sexta-feira, dezembro 23rd, 2005

Cazuza é tudo aquilo que eu nunca gostei, e que um dia preconceituei, mas ele tem poucas qualidades que me fizeram sua fã. Poesia e Espontaniedade.

Escrevendo a gente inventa. Inventa um romance, uma saudade, uma mentira… Escrevendo a gente faz história. Foi jogando palavras soltas que eu aprendi a escrever sem nenhum pudor, sem pecado. Escrevo pra espantar os demônios, pra expressar o amor. Pra sentir o mundo, pra seduzir a vida.”

Esse textinho é do Cazuza, adaptado por mim 😉

Feliz por opção!

sexta-feira, dezembro 23rd, 2005

Pois é, eu ontem senti uma tristeza muito forte da qual eu não havia sentido durante alguns poucos meses, desde que eu recuperei o amor-próprio e resolvi ser feliz. Resolvi ser aquela Iza de 5 anos atras que adorava ir pra rua, não pedia conselho e tinha uma defesa enorme no coração (medo de amizades e do amor). Essa Iza tinha lá seus defeitos, mas havia qualidades incontestáveis; sorriso, otimismo, teimosia, certezas, e força de vontade. Foi isso, exatamente essas qualidades que resolvi pegar devolta quando mexi no baú do meu coração. No lugar eu guardei bem escondido toda minha melancolia, um pouco da minha poesia e meu coração fraco de manteiga derretida. Definitivamente não nasci pra ser menina nesse ponto!!
Mas ontem, o baú abriu e toda aquela minha melancolia saltou como aquelas caixinhas de susto que vc abre e voa um treco lá de dentro, pois é e foi exatamente o que aconteceu. Comecei a chorar de soluçar e a ter pena de mim, a lembrar de tudo que quero, mas que por alguma razão não posso ter. Por conta disso acabei QUASE fazendo uma big besteira!! Eu ia ficar em casa sem fazer nada e deixar de ir no último show da SoulFunk de 2005!
Graças a Deus, no último minuto do 2º tempo eu acabei resgatando a verdadeira Iza e decidindo ir até lá, apesar de todos os pesares eu decidi que ficar em casa cultivando a tristeza, não iria resolver meu problema e que só eu podia me fazer feliz!! Pra completar, mesmo já decidida a ir, ainda acabei conversando com a Nay, e ela me deu maior força e levantou bastante o meu astral!! Já agradeci a ela.

Na Mata

Chegamos (eu e meus pais) em cima da hora, a banda já estava no palco mas não estava cantando ainda não, parece até que estavam me esperando 😛 ! O lugar estava tão abarrotado como eu nunca tinha visto antes, ao ponto de não caber a minha cadeira. Mas como eu já tinha vencido sa tristeza e ido até lá, nada mais me faria ir embora!! Eu decidi assistir o show por uma questão de honra!
Acabei que fiquei lá no mesanino no colo da minha mãe e do meu pai, e curti um show iradissimo com canja gringa (não me pergunte nomes), longa duração e ainda uma briga de platéia com direito a parar o show e tudo! Se valeu a pena?! Só por aí já tava mais que válido, principalmente por ñ ficar em casa, na internet!
Mas pra completar, quando eu tava esperando meu pai pagar a comanda, eu tava lá desencanada aí vem o Junior me dar oi e tal. Seeempre fofo (tá, eu sou suspeita e daí?!) já veio dando beijo, oi e um abraço. Daí eu tava lá fora e veio o Cubaninho (Erik Escobar – Teclado) me dar um abraço e tal, todo lindo também! Pena que só num vi o Milton, mas a essas alturas nem é certo dizer que algo foi “uma pena”.

No mais, vai um questzinho pq to animadissima pra responder esses questionarios …Vai esse e depois tem outro!

Meu nome é: Izabela Carvalho de Freitas

Escolheram-me esse nome porque: O porque exatamente eu não sei, mas estavam em dúvida entre Izabela e Pollyana, dai a maioria opinou Izabela e ficou!

Em resumo eu sou: Uma menina aparentemente sonhadora mas é mais realista do que possam imaginar, mas as vezes sou o contrário. Que gosta de estar com os amigos por perto, carinho e com o coração preenchido, mesmo que ás vezes isso machuque. Chata, teimosa, ciúmenta e urgente até demais.
Sou humana como qualquer um, com defeitos e qualidades devidamente balanceados.

Minhas maiores influiencias eu diria que são: Sou influenciada por tudo e todos que eu amo. Costumo seguir os bons exemplos das pessoas que me rodeiam ou até dos grandes exemplos dahistória, artistas, cantores, enfim.
Mas posso dizer que sigo demais os conselhos de cinco pessoas em especial, minha mãe, Carla, Erikinha, Rodrigo e o Diogo.

A (s) música (s) que eu escolheria como trilha da minha vida:
Amanhã Não Se Sabe – LS JACK
Do it – LENINE
Sair Só – LENINE
Dirversão – NILA BRANCO
Condição – LULU SANTOS

Jamais deixo terminar meu dia sem : Cagar, ouvir música e dizer “Eu te amo!”

Gosto muito de comer: Rabada, frango assado, rabanada, açai.

E de beber : Leite, Maracuja com leite condensado (as vezes com vodka, as vezes nao), agua de coco

O amor pra mim é: Um sntimento nobre, lindo e que poucas pessos tem a noção da beleza e da imensidao desse sentimento. Um sentimento que está sendo banalizado

Eu sinto saudades de: Dos amigos de longe, da infancia ingenua, das brincadeiras, dos meus avós e de quando meus amigos num trabalhavam! (rs)

Amizade pra mim é: Uma coisa muito séria, complexa, mutua. É um amor bonito, forte. É sem dúvidas a cumplicidade incondicional.

Meu trabalho pra mim é: Meu trabalho é bom demais, mó folga, varias oportunidades. Mas além de não ser exatamente como eu queria, não é serio como deveria.

Eu odeio : Mentira, omição, covardia, briga, preconceito e esperar.

Eu amo : música, textos bonitos (literarios) e um montao de coisa!

O que mais me irrita é: Falar da vida alheia, não sentar pra conversar, teimosia, crítica ao Brasil e quando não acreditam em mim.

O que mais me alegra é: conversar, abraço, cafuné, pessoas reunidas, dar risada, brincar de zuar, ir em show, ouvir e saber de música (princ Brasileira), ações de carinho.

Não sou nada sem : Gente, música, leite e banheiro.

Quero que o próximo ano seja : Um ano de trabalho duro no decorrer e uma grande realização no final.

Triste por opção…

quarta-feira, dezembro 21st, 2005

Hoje eu realmente estou triste…Chorando todas as lágrimas que possam existir dentro de mim. E o pior, eu poderia estar fazendo o que eu mais gosto na vida, indo no último dia de Na Mata, e eu preferi por puro orgulho ficar aqui chorando no meu quarto. E agora?! Vai entender!!
Acho que estou em uma recaida das bravas!! Não vou continuar pra num dizer o que não devo.

De tudo, o suficiente!

sábado, dezembro 17th, 2005

Faz tempo que eu estou tentando escrever alguma coisa mas eu não sei o que realmente está acontecendo, é uma necessidade imensa de expressar algo que na verdade eu nem sei o que seria. Vejo a página em branco e as idéias passam na cabeça como um vídeo acelerado e eu não consigo me concentrar em algum assunto especifico.
Poderia falar de tanta coisa legal, mas não consigo sussegar em um só assunto, em uma só posição, em um só pensamento. É uma inquietação como se fosse uma espécie de ansiedade, como se eu quisesse alguma coisa e então fico inquieta até conseguir. Mas não quero nada, não estou com nenhum objetivo especifico a não ser o de ser feliz sempre. Por isso resolvi dar essa “pequena” intrudução e fazer pequenos tópicos com alguns assuntos que circulam pela minha cabeça últimamente, assim falo de tudo um pouco e aí quando essa falta de sussego passar, quem sabe eu não reescreva sobre alguns tópicos?!
CORAÇÃO: Tem jeito não, esse é realmente um assunto qual eu não consigo não falar e não pensar. Sou aquela coisinha que a Sandy andou falando uma vez “eu não estou apaixonada, eu sou uma pessoa apaixonada mesmo que não exista uma determinada pessoa”. Sou assim mesmo, mas ultimamente acho que essa frase tem feito muito mais sentido que ela sempre fez pra mim. Eu sou apaixonada e dessa vez eu nem poderia classificar um nome, um principe, um cara quem eu esteja “sofrendo” de amores. Eu estou enxergando tudo, estou sentindo o velho e o novo, ao mesmo tempo sinto necessidade de não permitir que esse assunto não me tire o sono nem o sorriso do meu rosto.
Isso é muito legal porque tá me fazendo ver, ouvir e viver as coisas de uma forma completamente diferente do que estava sendo de uns tempos pra cá. Além de tudo vejo resultados com meus relacionamentos (amigáveis) com as pessoas, acho que estou mais comunicativa, enfim… Sabe sensação de liberdade?! Estou sentindo essa sensação, que vale lembrar que é completamente diferente de abandono, liberdade é uma delicia! Estou em êxtase eu diria.

NATAL: Pois é, o Natal está aí e eu confesso que ainda não tomei essa consciencia. Parece que está perto, chegando, mas não que é a semana que vem!! Ainda nem fiz a minha cartinha pro Papai Noel (sim, vou postar no flog e blog pra vê se ele lê!) e nem mandei cartões pra ninguém e não parei pra pensar no Natal. Eu gosto desse tipo de comemoração, que reune minha família e num rola aquela demagogia que mtas pessoas reclamam do Natal, aqui ele serve realmente pra reunir a galera e trazer a minha irmazinha de longe e tudo mais.
Confesso que esse Natal acredito que não sera assim como eu gostaria, a Luarinha aqui brincando, a Fabi, enfim aquela bagunça familiar que eu amo tanto. Mas vai estar a Mah, tia Cristina, Mariana e tal, vai ser bacana sim, eu adoro e espero que seja ótimo!!

REVEILLON: Bom, essa já não é uma comemoração que eu goste tanto assim, talvez seja por influencia da minha mãe, mas é o que eu acredito mesmo. Que não é uma comemoração em familia ou com os amigos reunidos. Geralmente o povo vai pra praia, se disperça por lá, bebe até sabe lá, e depois curte um dia 1º com cara de domingo (esse ano será mesmo um domingo), e uma ressaca filha da mãe.
Esse ano eu esperava uma coisa pro meu Reveillon que ao que tudo indica já nem vai rolar. Motivo que antes seria de total sofrimento, hoje é de uma trstezinha mais conformada e um suspiro de “paciência!”. Mas mesmo assim, outra coisa que eu gostaria é que ninguém fosse pra praia (sim, sou velha nesse ponto) e rolasse um churrascão gostoso aqui com toda a galera, não só a família como os amigos também. Aí talvez eu estaria um pouco mais empolgada!!

OCORRIDO DA ÚLTIMA SEMANA: Pois é, nessa última semaninha aí rolou um certo stress, uma dor de cabeça que na minha opinião é um pouco desnecessário mas fazer o que.
Eu acho muito chato pessoas com prepotencia, que se acham superior em tudo que fazem, e acham que cada atitude merece um reconhecimento. Óbvio que a gente faz um agrado, uma atitude e até espera no fundo no fundo um retorno, mas tem determinadas coisas que não dá pra ficar esperando nada não, de boa!!
Mas sabe que pra mim aagora tudo é prendizado?! As vezes agente precisa enxergar com os erros dos outros pra entender os nossos próprios erros, e ainda digo mais, é com os nossos erros que nós acabamos entendendo o outro. E é exatamente isso que tá se passando, entendo porque já errei e vejo meus erros nas atitudes dos outros. Louco tudo isso né?! Aff!

A TOSSE: Então, eu quase nunca tenho gripe nem essas paradinhas que qualquer simples mortal tem (uhh me achei!). Mas acabei pegando uma “gripe” muito chata agora. Começou com uma dorzinha besta de garganta, depois resolveu sumir com minha voz por intermináveis três dias.
Mas o chato mesmo está agora. É a tal da tosse! Gente que tosse é essa que não passa, não me deixar dormir e nem comer!!?? Já estou ficando muito irritada, porque primeiro que eu nunca fiquei doente mais que uma semaninha e segundo porque essa mistura de xarope, mel e ainda a tosse chacoalhando e provocando ansia de vomito tem acabado com meu estomago. Sério que não é drama, eu já estou irritadissima!!!

Mas enfim, isso aí foi alguns temas que andam mexendo comigo ultimamente, é o que tem ocupado meu tempo e meus pensamentos. Mas graças a Deus e a mim mesma, tudo vai indo bem e sobcontrole na medida que dá.

Ao som do CD Ana & Jorge puxado da internet (pela “graaande” Nayara!) mesmo, esse CD me faz bem d+! Depois vou providenciar o DVD!

Nada demais….

sexta-feira, dezembro 16th, 2005

Ah, estou com uma sensação chata de insatisfação! A sexta-feira foi gostosa demais, passeio, sorvete, risadas, amigos lindos. Mas sabe quando vc sente que a sexta acabou e tá faltando alguma coisa?! Quando você não fez tudo que deveria.
Não sei dizer se o passeio na praia não foi exatamente como eu gostaria/imaginava, a decepção de não achar o DVD que eu queria ou se eu deveria é ter ido no show do Jeito Moleque e ter me acabado no pagodão. Não, eu tô me sentindo um ponto de interrogação!

E que assim seja, sempre!

terça-feira, dezembro 13th, 2005

Pois é, minha semana foi até movimentadinha, tenho saido bastante e estou gostando muito disso, quero curtir toda a galera o máximo que eu puder, afinal de contas eu vou acabar indo viajar (ou eles) e ai acaba nem se vendo direito. Portanto o que combinam eu tô dentro, mesmo que as vezes não seja exatamente o que eu gostaria, como diz; com os amigos sempre e não importa onde seja! Pra mim é bem isso mesmo.
Mas a semana que passou, eu recebi um “presentinho” da minha priminha Mayra, ela me deu uma dor de garganta e de brinde vinha rouquidão e tosse. Fazia tempos que eu não ficava mal, nem quando o Cauê teve aquela mega master dor de garganta eu num peguei. Mas dessa vez facilei feio, eu tava numa fase de falta de apetite, aí já viu né?! Acabou que a dor nem era tão forte assim, mas passei sexta, sábado e domingo sem poder me comunicar verbalmente, a voz não saia de jeito nenhum!!
Interessante disso tudo é que quando isso acontece é bem quando você mais precisa falar! Na sexta (09) teve a noite de autógrafo da Fê (PL) na Playboy, lá em um shopping de Sampa, ainda que fui com a Cláudia da Faculdade e lá encontrei a Jenny, o Dalarte e a Yoko. Fora a própria Fê, a Neca, a Ju e etc…E tudo isso eu sem ter a mínima voz pra dialogar, pra dar atenção as pessoas que estavam comigo. Nossa fiquei tão nervosa, queria tanto falar, conversar e não podia, mta agonia!!! Mas deu pra aproveitar porque eu adorei a Jenny, amei rever a Yoko, o Dalarte, a Cláudia, Neca, Fê, Ju e até a Mariana Sobral eu encontrei por lá (o choque!)!!!
No sábado (10), como tive uma sexta muito cansativa e muito boa, resolvi que iria ficar na minha o sábado todo descansando e cuidando da garganta. E não é que meu tio Jorge dos EUA que eu queria tanto ver apareceu sábado aqui, do nada?! Bom, eu só fiquei olhando pra ele e ouvindo a conversa dele com meus pais, porque conversar que era bom eu não tinha voz. Até que eu tentava, mas sem condições, não saia!
Domingo (11) a voz até começou a aparecer, mas ñ estava a mesma coisa, tanto é que fui mostrar pra três ou quatro amigos na NET e fui zuada por alguns poucos e maus amigos. Mas deu pra descansar bastante e curtir a Luara que veio no finalzinho da tarde e ficou ate umas 21h30 por aí…Deu pra divertir um pouco com ela sim!
Já tô (infelizmente) me acostumando a vê-la por pouco tempo e bem quando interessa o lado de lá, mas fazer o que?! Eu sei que quero distancia das loucuras do povo sem noção viu…Tô indignada mas é por pouco tempo, quando eu acordar tomara que eu já tenha esquecido essas merdas que a galera faz pra aparecer. É só ver que tá tudo calmo que fulano liga dizendo que contratou advogado. FODA-SE!! Povo que teima em ir no caminho contrario viu…Ainda bem que eu obedeci minha mãe, ainda bem!!
Segundona (12) foi uma delicia porque as meninas da faculdade (Carla e Cláudia) vieram passar o dia todo aqui em casa! Chegaram por volta das 15h e ficaram até quase 23h. Nós conversamos bastante, desde coisas pessoais até planos pro futuro, sonhos e atores de TV. Desenhamos e pintamos uma caixa pra dar de presente pra minha madrinha, lanchamos, vimos novelas e mais papos, e papos…Muito bom mesmo poder reencontrá-las agora de uma forma light, amigável e sem o stress de ter que fazer provas e trabalhos.
Foi um dia daqueles bem gostoso, bem longe do computador e que eu gostaria que se repetisse sempre, é tudo muito saudável os papos e produtivos, gostoso demais estar perto delas. A Mah tbm veio mas acabei que nem dei muita atenção, eu estava com as meninas e ela já veio ficar aqui no PC, quando vi ela já tava indo embora :( …Mas depois eu explico melhor pra ela. Preciso mesmo dar uns toques nela, tá fazendo coisas com ela mesma que não estão me agradando.

Segunda (12) também completou 5 anos que eu conheço o traste do Diogo. Eu sempre fui muito carinhosa com meus amigos, de escrever cartas, bilhetes e falar carinhos, com ele então, por estar muito distante e não poder combinar de se ver e nem dar (ou pedir) um abraço assim do nada como faço com o povo daqui, eu sempre fiz questão de demonstrar com palavras (principalmente) e com atitudes, o quanto pude pra ele saber o quanto é querido por mim.
Mas especialmente desta vez eu não sei muito bem o que dizer, acho que tudo já foi falado e as palavras se esgotaram dessa vez. Dizer que amo esse pentelho já nem é novidade e não causaria mais efeitos, então costumo (agora) pensar que, se não se sabe o que dizer, é porque já está dito.