Archive for outubro, 2007

Pensando Em Você

terça-feira, outubro 30th, 2007

Tem épocas que tudo pede silêncio e serenidade. Nada sai da garganta, do papel ou de onde quer que seja. Pensar e reorganizar tudo, é o melhor a se fazer quando se junta tudo numa coisa só.

Deixa o corpo se estabelecer, o coração respirar e os olhos sorrirem. Com calma, as coisas se organizam e as frases começam a se formar.

Até lá; só música, amigos e muitos sorrisos.

Pensando Em Você
Babado Novo

Tava satisfeita em te ter como amigo
Mas o que será, que aconteceu comigo?
Aonde foi que eu errei?
Às vezes me pergunto se eu não entendi errado
Grande amizade com estar apaixonado
Se for só isso logo vai passar
Mas quando toca o telefone será você?
O que estiver fazendo eu paro de fazer
Se fica muito tempo sem me ligar
Arranjo uma desculpa pra te procurar
Que tola mas eu não consigo evitar

Porque eu só vivo pensando em você
E é sem querer, você não sai da minha cabeça mais
Eu só vivo acordada a sonhar
Imaginar
Às vezes penso ser um sonho impossível
Uma ilusão terrível será?
Hoje eu pedi tanto em oração
Que as portas do seu coração
Se abrissem pra eu te conquistar
Mas que seja feita a vontade de Deus
Se ele quiser então, não importa quando, onde
Como eu vou ter seu coração.

Eu faço tudo pra chamar sua atenção
De vez em quando eu meto os pés pelas mãos
Engulo a seco o ciúme
Quando outra apaixonada quer tirar de mim sua atenção
Coração apaixonado é bobo
Sorriso seu ele derrete todo
O teu charme, teu olhar
Tua fala mansa me faz delirar
Mas quanta coisa aconteceu e foi dita
Qualquer mínimo detalhe era pista
Coisas que ficaram para trás
Coisas que você nem lembra mais
Mas eu guardo tudo aqui no meu peito
Tanto tempo estudando teu jeito
Tanto tempo esperando uma chance
Sonhei tanto com esse romance
Que tola mais eu não consigo evitar

Porque eu só vivo pensando em você
E é sem querer, você não sai da minha cabeça mais
Eu só vivo acordada a sonhar
Imaginar
Às vezes penso ser um sonho impossível
Uma ilusão terrível será?
Hoje eu pedi tanto em oração
Que as portas do seu coração
Se abrissem pra eu te conquistar
Mas que seja feita a vontade de Deus
Se ele quiser então, não importa quando, onde
Como eu vou ter seu coração!

Simples assim.

quarta-feira, outubro 24th, 2007

Fuçando na internet eu acabei lendo um post genial. Do qual muita gente precisaria ler, e eu mais do que qualquer um no mundo. Seria até completamente perdoável se eu roubasse todas as palavras pra cá e assim dividir com quem passa por aqui. Mas meu orgulho ferido não permitiria fazer isso, jamais copiaria e aceitaria algo vindo de algumas pessoas. Tá, eu tenho esse defeito e não nego. Pronto. O máximo que consegui foi copiar uma citação genial do Oswaldo Montenegro, feita também no post. E como é citação de um poeta eu posso e consigo roubar. E, pra falar a verdade de certa forma já é o suficiente.

Simples Assim

Ok, tá brabo!
Nem precisa me falar da situação. Eu sei que ta brabo.
Pode ser que o assunto seja política, segurança, falta de segurança ou Oriente Médio… eu sei que ta brabo.
Mas dá pra ser feliz. É simples assim: dá pra ser feliz.
Mas tem que morar perto. Quê mais? Mais nada, eu respondo. É preciso morar perto. Se encontrar sem motivo.
A salvação são os papos amigos sem razão de ser. Gargalhadas à toa. Contar piadas repetidas e rir riso novo. De novo.
É preciso brindar. A tudo. Ao verão que virá, à atual primavera, ao filme que veremos, ao que assistimos, ao golaço do Flamengo e à beleza da namorada. Mas é preciso se esbarrar na rua! Você por aqui? Que frase mais linda! Sim, sim, eu por aqui. Nós por aqui.
Pede um vinho e vamos salvar o mundo. E no silêncio entre irmãos, na pausa da conversa, o adorável barulhinho do batuque no copo com a mão. Amigo antigo conversa sem partitura. Boêmia boa não distingue papo profundo de santas bobagens.
Mas é preciso morar perto. É preciso não acreditar em celulares e Webcam da internet. É preciso ter no colo os amendoins derramados pelo companheiro já um pouquinho alto.
No final da noite, o aceno dos amigos dobrando a esquina nos salvará de todos os males. Mão no bolso, assoviando, voltaremos pra casa curados de tudo.
É simples assim. Mas é preciso morar perto.”

When you’re gone

segunda-feira, outubro 22nd, 2007

Nosso vínculo foi construido de diversos “até logo”, e de fato que todo “até logo” é bastante dolorido. Mas nós nunca deixamos que isso maxucasse o coração ao ponto de sangrar. Nunca foram derramadas nenhuma lágrima, a gente sempre soube equilibrá-las no olhar.

Dessa vez, as coisas mudaram um pouco. É impossível equilibrá-las quando paramos pra pensar que aquele nosso “até logo” poderá não ser tão logo assim.

When you’re gone (Quando Você Partiu)
Avril Lavigne

Eu sempre precisei de um tempo comigo mesma
Mas nunca imaginei que eu precisaria de você
Quando eu choro
E os dias parecem como anos
Quando eu estou sozinha
E a cama onde você deita
Está arrumada do seu lado

Quando você vai embora
Eu conto os passos que você dá
Você vê o quanto eu preciso de você agora?

Quando você partiu
Os pedaços do meu coração sentiram a sua falta
Quando você partiu
O rosto que eu conhecia está perdido também
Quando você partiu
Todas as palavras que preciso ouvir
Para conseguir ir adiante com meu dia
E fazer ficar bem
“Eu sinto a sua falta”

Eu nunca tinha me sentido dessa forma antes
Tudo o que eu faço
me lembra você
E as roupas que você deixou
elas estão pelo chão
E elas cheiram exatamente como você
Eu amo as coisas que você faz

Quando você vai embora
Eu conto os passos que você dá
Você vê o quanto eu preciso de você agora?

Quando você partiu
Os pedaços do meu coração sentiram sua falta
Quando você partiu
O rosto que eu conhecia está perdido também
Quando você partiu
Todas as palavras que eu preciso ouvir
Para conseguir ir adiante com o dia
E fazer ficar bem
“Eu sinto a sua falta”

Nós fomos feitos um pro outro
Eu vou guardar isso pra sempre
Eu sei que fomos
Sim, sim
Tudo que eu sempre quis foi para você saber
tudo que eu faço eu dou meu coração e alma
Eu mal posso respirar
Eu preciso sentir você aqui comigo
Sim

Quando você partiu
Os pedaços do meu coração sentiram sua falta
Quando você partiu
O rosto que eu conhecia está perdido também
Quando você partiu
Todas as palavras que eu preciso ouvir
Para conseguir ir adiante com o dia
E fazer tudo estar bem
“Eu sinto a sua falta”

Don’t Look Back

sexta-feira, outubro 19th, 2007

Tem horas que você se depara com certas músicas que parecem dizer muito daquilo que está rolando dentro da gente. Eu que nem ouço The Korgis, sabe-se lá porque cheguei nessa música. E ela diz tudo certinho sobre que eu ando sentindo, com destaque maior ainda ao que em negrito.

Don’t Look Back (Não olhe para tras)
The Korgis

Sem sorte
Dificilmente eu posso dizer
que estou sem sorte
Eu monopolizei
tua vida por muito tempo
e sei que, certamente
algo saiu errado

Os tempos são críticos
Dificilmente eu posso dizer
que os tempos são críticos
Mas em toda volta
há amigos que estão tão confusos
e a gente tem
tanto para dar
e nada para perder

Não olhe para trás
vá em frente, vá embora
queime o teu passado
Viva para o dia de hoje

As pessoas mudam
e quem se importa com isso ?
Não envelheça e
Você jamais morrerá

Comemoração
Estar vivo era motivo
de comemoração
mas sou obrigado a dizer
que estou me sentindo tão triste…

Eles vão perder
o otimista, supostamente maluco
Você sabe
que vai ficar bem
Não se preocupe

porque você sabe
que vai ficar bem

Há uma coisa
em que você deve acreditar
eu te amo
Aqui, sozinho, esta noite
eu realmente te amo.

Ainda divagando a vera…

segunda-feira, outubro 15th, 2007

Parece tão simples, mas me disse muito sobre diferentes áreas da minha vida.

Como diferenciar realidade da ilusão ? Pense em como seria se cortar e não sentir dor, isso é ilusão, coisas que possam machucar, mas não machucam. Agora corte-se e sinta a dor, essa é a realidade. Não adianta idealizar que você nunca vai se ferir, você vai.

Peguei no fotolog da Marjorie mas foi escrito pela Tarciana.

Inveja

quinta-feira, outubro 11th, 2007

Eu só quero estar no teu pensamento
Dentro dos teus sonhos e no teu olhar
Tenho que te amar só no meu silêncio
Num só pedacinho de mim

Eu daria tudo pra tocar você
Tudo pra te amar uma vez
Já me conformei, vivo de imaginação
Só não posso mais esconder

Sandy & Junior – Inveja

É, esse blog precisa de post melhores.

terça-feira, outubro 9th, 2007

Eu penso no que deveria pensar em relação a você e nunca sei o que é melhor pra mim. A verdade é que tenho medo. Isso! Sou medrosa e ao mesmo tempo sedenta por viver o que me apavora.

Por: Bianca Pyl

A receita.

segunda-feira, outubro 8th, 2007

Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir
Não grite comigo que eu tenho o péssimo hábito de revidar
Acordo pela manhã de ótimo humor mas permita que escove os dentes primeiro
Toque muito em mim, principalmente nos cabelos
E minta sobre minha nocauteante beleza
Tenha vida própria
Me faça sentir saudades
Conte umas coisas que me façam rir mas não conte piadas
Viaje antes de mim
Sofra antes de me conhecer
Eu saio em conta, você não gastará muito comigo
Acredite nas verdades que digo
E nas mentiras, elas serão raras, mas sempre por uma boa causa
Respeite meu choro
Me deixe sozinha, só volte quando eu chamar
E não me obedeça sempre, que eu também gosto de ser contrariada
Odeie vida doméstica e os agitos noturnos
Me enlouqueça uma vez por mês
Goste de música e de sexo
Goste de um esporte não muito banal
Não invente de querer muitos filhos e me carregar pra missa
Deixe eu dirigir seu carro, aquele carro que você adora
Quero ver você nervoso, inquieto
Tenha amigos e digam muitas bobagem juntos
Não me conte todos os seus segredos
Me faça massagem nas costas
Não fume,beba,chore
Eleja algumas contravenções
Me rapte
Se nada disso funcionar…
Experimente me amar…

Pode parecer clichê, mas acho que NUNCA eu encontrei receita melhor. É fácil me agradar!

Das sensações…

sábado, outubro 6th, 2007

A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim.

Sophia de Mello Breyner.

Abstinência

quinta-feira, outubro 4th, 2007

A abstinência à descontinuação abrupta dos inibidores da recaptação de serotonina, surge 24 a 72 horas depois da interrupção do tratamento e provoca os seguintes sintomas:

1) Psiquiátricos: ansiedade, insônia, irritabilidade, explosões de choro, distúrbios de humor e sonhos vívidos;
2) Neurológicos e motores: tonturas, vertigens, sensação de cabeça vazia, cefaléia, falta de coordenação motora, alterações de sensibilidade da pele e tremores;
3) Gastrintestinais: náuseas, vômitos e alterações do hábito intestinal;
4) Somáticos: calafrios, fadiga, letargia, dores musculares e congestão nasal.

Na ausência de tratamento esses sintomas desagradáveis costumam durar de uma a três semanas. Embora sejam discretos ou de moderada intensidade na maioria dos casos, às vezes podem se tornar mais intensos e serem confundidos com outras enfermidades.

Tratamento – O tratamento da síndrome de abstinência é óbvio: basta reiniciar a droga cuja retirada intempestiva foi responsável por ela. Com o reinício do tratamento os sintomas começam a melhorar já nas primeiras 24 horas. Para evitar a repetição do quadro, as doses diárias devem ser diminuídas gradativamente no decorrer de quatro a seis semanas, até que a interrupção completa possa ser realizada com segurança.

Preciso dizer alguma coisa? Então tá bom!