Archive for março, 2009

Unsent – Alanis Morissette

sexta-feira, março 6th, 2009

Dear Matthew, I like you a lot.
Prezado Matthew, eu gosto muito de você.
I realize you’re in a relationship with someone right now,
Eu sei que você está numa relação com alguém neste momento.
And I respect that.
E eu respeito isso.
I would like you to know that if you’re ever single in thefuture,
Eu gostaria que você soubesse que se estiver solteiro no futuro.
And you want to come visit me in California,
E quiser vir me visitar na Califórnia.
I would be open to spending time with you,
Eu estaria disponível para passar um tempo com você.
And finding out how old you were when you wrote your firstsong.
E descobrir qual era sua idade quando você escreveu sua primeira canção.

Dear Jonathan, I liked you too much.
Prezado Jonathan, eu gostava muito de você.
I used to be attracted to boys who would lie to me,
Eu costumava ser atraída por rapazes que mentiriam para mim.
And think solely about themselves,
E pensavam somente em si mesmos.
And you were plenty self-destructive for my taste at the time.
E naquele tempo você era bastante auto-destrutivo para meu gosto.
I used to say the more tragic the better.
Eu costumava dizer que quanto mais trágico melhor.
The truth is, whenever I think of the early 90’s,
verdade é que sempre que eu penso no começo dos anos 90.
Your face comes up with a vengeance like it was yesterday.
Seu rosto surge com ímpeto como se fosse ontem.

Dear Terrance, I love you muchly.
Prezado Terrance, eu te amo muito.
You’ve been nothing but open hearted,
Você não tem sido nada além de um coração aberto,
And emotionally available and supportive,
emocionalmente útil, encorajador e educativo.
And nurturing, and consummately there for me.
E esteve lá de maneira total para mim.
I kept drawing you in and pushing you away,
Eu continuava te atraindo e te afastando pra longe.
I remember how beautiful it was to fall asleep on your couch,
Eu me lembro como foi lindo adormecer no seu sofá.
And cry in front of you for the first time.
E chorar na sua frente pela primeira vez.
You were the best platform from which to jump beyond myself.
Você foi a melhor plataforma da qual pulei para além de mim mesma.
What was wrong with me?
O que havia de errado comigo?

Dear Marcus, you rocked my world.
Prezado Marcus, você balançou meu mundo.
You had a charismatic way about you with the woman,
Você tinha um jeito carismático com as mulheres.
And you got me seriously thinking about spirituality.
E me deixou pensando seriamente sobre espiritualidade.
And you wouldn’t let me get away with kicking my own ass.
Você não me deixaria seguir me machucando.
But I could never really feel relaxed,
Mas eu nunca consegui realmente sentir relaxada.
And looked out for around you, though,
E eu tomava muito cuidado por perto de você.
And that stopped us from going any further than we did.
E isto nos impediu de ir além do que fomos.
And it’s kinda too bad,
E foi muito ruim.
Because we could’ve had much more fun.
Pois nós poderíamos ter nos divertido muito mais.

Dear Lou, we learned so much.
Prezado Lou, nós aprendemos muito.
I realize we won’t be able to talk for some time,
Eu sei que não seremos capazes de conversar por algum tempo.
And I understand that as I do you.
E eu entendo isto como você entende
The long distance thing was the hardest,
A distância foi o mais difícil.
And we did as well as we could.
E nós fizemos tão bem quanto pudemos.
We were together during a very tumultuous time in our lives.
Nós estivemos juntos durante uma época muito tumultuada em nossas vidas.
I will always have your back and be curious about you,
Eu sempre terei seu apoio e estarei curiosa sobre você,
About your career,
sobre sua carreira
Your whereabouts.
e seu paradeiro.

(…)

terça-feira, março 3rd, 2009

Era como se eu controlasse o tempo. Pensando agora, no passado, parece que eu vivi tudo o que tinha que viver, só pra chegar até aqui. Ou seja, tudo o que passou foi importante, foi um passo a mais. E faz sentido agora.

Engraçado essa minha mania de ter que escrever tudo, ter que
registrar. E não é nenhuma pretensão, o propósito é criar um mapa de mim mesma. Entenderam? Autoconhecimento, é disso que se trata. É isso que me possibilita ver os degraus, compreender cada um deles. E entender, que ironicamente, cada queda me faria subir.

(…)

Esse ano está sendo importante. Desde o começo, eu só venho aprendendo algumas coisas. Finalmente, parece que chegou a hora de colocá-las em prática. Parece que a sementinha que andei plantando por todo esse tempo finalmente está gerando frutos. E sendo que foi com os meus passos que cheguei até aqui, não tem como não saber voltar.

Segurança! Era isso que faltava… Foi isso que encontrei! Segurança, abraços infinitos e um sorriso que me quebra toda, que me faz enxergar a vida que ainda está por vir.

Os erros de ontem são as soluções de hoje. E eu me lembro bem de cada um deles. Não, não vou me perder. A regra agora é soma, não subtração. Sou eu em você, e não eu pra você!

VA.

Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima

segunda-feira, março 2nd, 2009

Depois de alguns dias sumida, estou aqui para um leve desabafo. Eu não vou ter oportunidade de cursar a minha sonhada pós-graduação. Parece que o curso não foi procurado suficientemente para ser aberto, e foi suspenso em 2009. Uma notícia triste pra mim por vários fatores, e acho que as pessoas não entenderiam a importância disso pra mim, então resolvi me dar um tempo de silêncio.

Com isso, vários planos foram repensados. Entre eles a reavaliação do caminho de pra onde eu quero e posso caminhar a minha vida. As coisas precisam ser remontadas na minha cabeça e colocadas em prática em médio prazo. A data programada é 12 de abril.

O fato é que sempre que acontece uma grande decepção da minha vida, eu acabo geralmente tendo uma reação contraria do que é comum. Primeiro eu crio forças e enfrento racionalmente o que há de se encarar, depois com o tempo é que a ficha vai caindo e aí eu desmorono. Mas dessa vez, o que mais me chocou foi o fato de ter dado uma sacudida em vários segmentos da minha vida. Depois de um carnaval delicioso, porém com alguns tempos perdidos com ataques de “emo”, parece que as coisas de repente ficaram claras e óbvias.

Algumas coisas precisam mudar e serão mudadas, outras já estavam sendo involuntariamente modificadas e tem umas que já estão sendo tomadas as devidas providencias.

Como já dizia o poeta: “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”

Um Hotel Bom Pra Cachorro

segunda-feira, março 2nd, 2009

Um domingo tranqüilo, com um calor dos infernos, a melhor pedida era mesmo se enfiar em uma sala geladinha do Cinemark e assistir um filme (se bem que eu preferia uma Malzebeer gelada, e um bate papo) daqueles pra não quebrar muito a cuca.

O convite veio da Fernanda e eu, que ando super de boa, topei o que ela quisesse e a hora que quisesse. Acabou que mais uma aquariana fez questão, e então lá fui eu com Luara e Fernanda (ambas aquarianas mimadas), assistir Um Hotel Bom Pra Cachorro.

Confesso que eu esperava um filminho bem bobo, o que de fato até é, mas a Emma Roberts e o Jake T. Austin realmente me conquistaram desde a primeira cena que apareceram. Eu não sei nada de cinema, escrevo de louca, mas eu achei muito bacana a interpretação deles. Conseguiram até arrancar exatamente duas gotas de lágrimas dos meus olhos, mas isso já é muito quando se trata de mim.

A história é bacaninha, um desses filmes de Sessão da Tarde que deixam você pensando um pouquinho sobre alguns valores como amizade, lealdade, família, cuidado aos animais e tudo que um filme infantil deve ensinar.

A trilha foi bacana, mas não foi uma coisa que tenha realmente chamado muita atenção no decorrer do filme. Acho que não merece muito destaque não.

Bacana mesmo são as invenções do garoto. Um bucado delas eu faria questão de ter em casa!