Das experiências musicais

Como citado no post anterior, já fazia tempo que eu queria sair da mesmice das minhas 2800 músicas e queria ouvir algumas coisas diferentes pra expandir meus horizontes. E, pela aproximidade intensa que venho tendo com a Marisa, resolvi escutar um pouco de Made in Brazil e Tutti Frutti…

Assim como já fiz com Elis Regina uma vez, eu quis fazer o mesmo com a Rita Lee, pra poder ter uma noção maior e uma opinião mais justa sobre a cantora. Afinidades a parte, eu pretendia apenas me dar a oportunidade de conhecer coisas diferentes e entender esse tal de Rock’n Roll da Rita.

Mas que eu espero que fique bem claro é que apesar das minhas brincadeiras, eu na verdade respeito todos os tipos de artistas. Como sempre brinco que detesto Elis Regina, na verdade é que não tenho muito ouvido pra ouvi-la e acabo sempre ficando meio impaciente e/ou depressiva com suas músicas. Eu respeito a grandeza da Elis e sei que se ela tem toda essa majestade é porque é sem dúvidas merecidamente. Não sou ninguém pra erguer ou derrubar ninguém, aqui nesse espaço eu apenas expresso a minha humilde opinião e sem qualquer tipo de bandeira ou imposição.

Assim foi que sentei primeiramente pra ouvir Made In Brazil, uma banda do antigo Rock’n Roll, formada por muitos integrantes que já tocaram com Rita Lee, inclusive no Tutti Frutti. Fiz questão de ouvir sem qualquer preconceito, quis apenas conhecer um tipo de trabalho que eu ainda ñ tinha sequer ouvido falar.

Made In Brazil

Bom, eu ñ entendo muito bem de técnica musical, afinal de contas não toco nada e nem mesmo estudo como gostaria de estudar. Costumo considerar bom, aquilo que agrada meus ouvidos e que entra fácil na minha vida. E posso dizer que Made In Brazil conseguiu logo a minha simpatia.

Não é nenhum som cult, não tem letras filosóficas e nem sequer muito inteligentes, se estiver em busca disso é melhor procurar outro tipo de música. Mas que não seja visto como uma crítica ruim, na minha opinião eles não possuem nenhuma qualidade fenomenal, mas posso dizer que são músicas divertidas e que de alguma maneira deixa meu animo pra cima e com uma vontade interessante de sair dançando por ai.

Confesso que durante muito tempo eu fiquei acostumada com um som limpo e letras divinas de Toquinho, Oswaldo Montenegro, Chico Buarque, DMB e tal, então é diferente ouvir uma coisa mais “suja” e mais sei lá o que. Mas o importante é que mesmo estranhando os primeiros acordes da banda, e uma sintonia diferente, eu tive uma boa aceitação.

Música para não se pensar muito, para dar algumas risadas e para animar um pouco o animo. Eu gostei e já está na minha coleção.

Tutti Frutti

Eu já conhecia de leve algumas músicas de Rita Lee, mas não me contentava em ouvir essas músicas que todo mundo sabe como “Doce Vampiro”, “Mania de você”, entre outras. Eu queria conhecer Tutti Frutti a fundo, queria saber mais e ter uma opnião mais forte sobre tudo isso.

A principio foi uma aceitação muito boa de todas as músicas. Volto a dizer; não achei as letras lá essas coisas fenomenais e nem sei se o som é tão foda assim. Mas o importante é que agradou, e viciou. Durante pelo menos três dias eu ñ parei de por pra rodar no winamp o som daquela mulher que eu nem vou muito com a cara.

Após essa febre de Rita Lee, eu parei pra ouvir novamente e já comecei a notar algumas músicas que ñ eram tão legais assim. Não gosto quando a pessoa usa a música pra falar mal de outros músicos. E na verdade foi sempre isso que na verdade eu nunca gostei na Rita Lee, essa coisa de sempre criticar os outros com prepotências, como se ela fosse realmente perfeita.

Mas no geral gostei e muito. Valeu a experiência e as músicas ficarão sim guardadas em minha coleção, e sempre que puder estarei ouvindo-a, principalmente “menino bonito” que inevitavelmente me faz pensar em um Menino Bonito.

Por hoje acho que é isso mesmo, pretendo voltar em breve pra citar a minha experiência em alguns shows que tive a oportunidade de curtir nesse domingo (13) e que me fizeram querer fazer planos de ver mais e melhor.

3 Responses to “Das experiências musicais”

  1. Rodrigo Says:

    huahua tornou-se um espaço d uns posts + intelectus essas ultimas semanas né??
    entaoo… desconheço as musicas desses grupos, mas gosto da Rita… gosto das letras, da voz, do estilo… mas nao xego ser FÃ, aliás ultimamente esse rótulo d FÃ só tenho empregnado para raros.

    e mewww, para d justificar tanto o pq vc num gosta d Elis… nao gosta e acabou ué! d boa, cansou já ler sobre isso xD huahuahua pelo amor vai!
    c gosta da Avril ou da Amy Lee?
    nao né?
    entao… pq??
    pq num gosta!
    pronto! xD
    huahauhaua :$

    TEAMO

  2. Yolanda Says:

    Bom pra mim q sou super prática e talz, bota um JM e todo muito feliz \o/
    É bom, não precisa analisar ou interpretar tanto, não confunde, nem entedia ngm, e ainda tem o lindo Eggs pra abrilhantar a coisa!!
    Resumindo: perfeito xD

    Hehe, desculpe por minhas brincadeiras querida amiga, mas é q sou assim mesmo. Pessoas intelectuais como vc merecem respeito. Te adimiro sua linda =**

  3. zhoapgkshgjk Says:

    isuokouzdidw

Leave a Reply