A mistureba!

Pois é, nem todo dia temos dever de estar 100% e engolir sentimentos guela abaixo como se fosse um remédio ruim. Eu nunca soube ser assim. Sempre fui adepta a injeção. Dói mas é uma única dose, além de curar muito mais rapidamente.
Não é de ontem que as coisas estão complicadas, mas vamos tentando resolver o que dá. O que não der pra solucionar nos resta achar a melhor forma de aceitar, de conviver com aquilo e bem. E são essas coisas; um fim de relacionamento, uma morte, a saudades de pessoas distantes, a falta de grana, um amor não correspondido, uma deficiência, etc…
E justamente nessa sexta e no sábado, eu realmente estava “doente” sentimentalmente. Foram lembranças vindo a tona, saudades tão forte a ponto de perder o fôlego e a sensação de hipotencia pra resolver assuntos, que na verdade acho que nem tem muita solução. Se tem ainda não descobri, pois tudo que sabia a solução, eu fui lá e resolvi.
Mas como ficar amargurando tais sentimentos só me deixariam cada vez pior, e além disso eu sou rodeada de pessoas encantadoras. Esse “dodói” passou rápido ao ver que tenho uma “filha” que me conta mesmo que por orkut que fez algo que eu sempre aconselhei, uma amiga linda querendo dividir sua conquista comigo (porque reclamar geral sabe, mas comemorar juntos é pra poucos), uma prima show que sempre me liga e me visita mesmo pra fazermos nada juntas, um amigo fofo que convida pra almoçar e me apresenta pessoas tão fodas como ele, e me faz ter um domingo mais que especial. E, da minha familia, todos perfeitos, dispensa comentários.
Enfim…
Sábado nem fiz nada demais. Eu ameacei várias coisas (ir na Fabi, na biquinha comer doce, passear de carro, ver o mar…), mas acabei nem saindo de casa. Só fiz comer e ver TV ou ficar na net. Não, nem cagar eu caguei, acredita?! Pois é…
A noite a Mah veio aqui e resultou em risadas de chegarmos a chorar. Tudo isso simplesmente vendo fotos e alguns vídeos. Lógico, alguns rolou lágrimas de emoção e saudades, mas confesso que 97% foi mesmo de tanto rir. Nossa senhora! Rever fotos e vídeos é realmente bacana!
Domingo, fui almoçar na casa do Rodrigo lá em Sampa. Esse almoço vem sido adiado tem uma cara (tá parecendo as tentativas de ver a Daia), e sempre rolava algo que tinha que adiar. Mas dessa vez foi, finalmente conseguimos fazer com que tudo ocorrece maravilhosamente bem.
Cheguei na casa dele um pouco atrasadinha pra variar, mas nossa, fui muito bem recebida por todos. Conversamos um pouco na sala, depois sentamos na mesa pra comer. Comida muito gostosa, conversa boa, tudo como se estivessemos em familia. Melhor sensação do mundo!!! E todos sabem o quanto pra mim é importante confraternizar, dialogar, estar e contato com pessoas. Principalmente a parada frente a frente.
Depois conversamos eu e o Ro sobre o meu passado que nem eu sabia direito. Detalhes pessoais meu que ele marcou data e eu nunca decorei! Daê deu 16h e o Rô foi buscar a Tati, que eu já conhecia de nome e de net, e quando eles chegaram nós subimos e ficamos os três conversando pra caramba no quarto. Foi muito divertido, e nós falamos sobre tudo! Ela é realmente um amorzinho mesmo.
Tentei combinar algo com a Daia por telefone, mas a mamãe encrencou porque era caminho oposto e muito longe, mas me prometeu no próximo fds me levar pra ver a Daia caso eu combine com ela!
Depois de horas conversando com Rô e Tati sem nem sentir o tempo passar, quando eu já tava quase pra ir embora, finalmente chega o famoso Dani. Muuuuito simpático também, um amorrr de rapagão, que nos fez rir um bucado! Adorei ele =), pena que curti a presença dele por pouquissimo tempo =(, não foi nem 30 minutos.
Mas sabe, legal de tudo isso, é a atitude que fez me sentir muito bem. O carinho de querer me convidar e me apresentar aos amigos e a familia. Tudo isso me fez muito bem mesmo, no fundo do coração. Eu me senti especial, e o melhor de tudo, pelo que eu sou por dentro. Isso é muito bom, você ser 100% você mesma e ainda assim sentir-se especial. Talvez eu esteja mesmo acertando!
Vai dizer que um reconhecimento desses e uma demonstração assim de carinho as vezes não é bom pra caramba?! E é por essas que eu acabo por acreditar sim na amizade verdadeira seja ela nascida a distancia, pela internet. Acredito ainda no ser humano. E o Rô cara, ele já é meu irmão de alma, é a versão masculina de mim.
Não vou negar que ainda tô muito pensativa, acho que minha verddeira agonia é que quando quero algo fico inquieta, anciosa, nervosa…E o que quero fazer eu não tô vendo como posso fazer acontecer. É coisa minha, como se fosse uma dívida sabe?! Mas ou arranjarei uma saida (ou um milagre) ou então é aquele lance, aceitar e pronto.
Só pra terminar com notícia boa, aliás vou postar sempre que tiver novidades sobre esse assunto porque será legal reler daqui uns anos. Eu acho que arranjei mais uma idéia de TCC. Seria na área de Assessoria de Imprensa, e se puder mesmo fazer, só vou ter que escolher qual dos meus amigos de banda poderá me ajudar. Candidatos não faltam e dois eu sei que apoiariam, mas tem que saber se a idéia vale como um TCC mesmo.

“…Chega de fugir, de se esconder
E de deixar a vida pra depois.
Não pense demais o mundo gira
O tempo corre nada vai te esperar
Entre de cabeça nos teus sonhos,
Só assim você vai ser feliz.

Por isso canta, dança, grita oh oh oh …”

(NÃO SE REPRIMA – MENUDOS)

One Response to “A mistureba!”

  1. Silvia Odete Morani Massad Says:

    It’s really very complicated in this busy life to listen news on TV,
    so I just use web for that purpose, and obtain the
    latest news.

Leave a Reply