Feliz por opção!

Pois é, eu ontem senti uma tristeza muito forte da qual eu não havia sentido durante alguns poucos meses, desde que eu recuperei o amor-próprio e resolvi ser feliz. Resolvi ser aquela Iza de 5 anos atras que adorava ir pra rua, não pedia conselho e tinha uma defesa enorme no coração (medo de amizades e do amor). Essa Iza tinha lá seus defeitos, mas havia qualidades incontestáveis; sorriso, otimismo, teimosia, certezas, e força de vontade. Foi isso, exatamente essas qualidades que resolvi pegar devolta quando mexi no baú do meu coração. No lugar eu guardei bem escondido toda minha melancolia, um pouco da minha poesia e meu coração fraco de manteiga derretida. Definitivamente não nasci pra ser menina nesse ponto!!
Mas ontem, o baú abriu e toda aquela minha melancolia saltou como aquelas caixinhas de susto que vc abre e voa um treco lá de dentro, pois é e foi exatamente o que aconteceu. Comecei a chorar de soluçar e a ter pena de mim, a lembrar de tudo que quero, mas que por alguma razão não posso ter. Por conta disso acabei QUASE fazendo uma big besteira!! Eu ia ficar em casa sem fazer nada e deixar de ir no último show da SoulFunk de 2005!
Graças a Deus, no último minuto do 2º tempo eu acabei resgatando a verdadeira Iza e decidindo ir até lá, apesar de todos os pesares eu decidi que ficar em casa cultivando a tristeza, não iria resolver meu problema e que só eu podia me fazer feliz!! Pra completar, mesmo já decidida a ir, ainda acabei conversando com a Nay, e ela me deu maior força e levantou bastante o meu astral!! Já agradeci a ela.

Na Mata

Chegamos (eu e meus pais) em cima da hora, a banda já estava no palco mas não estava cantando ainda não, parece até que estavam me esperando 😛 ! O lugar estava tão abarrotado como eu nunca tinha visto antes, ao ponto de não caber a minha cadeira. Mas como eu já tinha vencido sa tristeza e ido até lá, nada mais me faria ir embora!! Eu decidi assistir o show por uma questão de honra!
Acabei que fiquei lá no mesanino no colo da minha mãe e do meu pai, e curti um show iradissimo com canja gringa (não me pergunte nomes), longa duração e ainda uma briga de platéia com direito a parar o show e tudo! Se valeu a pena?! Só por aí já tava mais que válido, principalmente por ñ ficar em casa, na internet!
Mas pra completar, quando eu tava esperando meu pai pagar a comanda, eu tava lá desencanada aí vem o Junior me dar oi e tal. Seeempre fofo (tá, eu sou suspeita e daí?!) já veio dando beijo, oi e um abraço. Daí eu tava lá fora e veio o Cubaninho (Erik Escobar – Teclado) me dar um abraço e tal, todo lindo também! Pena que só num vi o Milton, mas a essas alturas nem é certo dizer que algo foi “uma pena”.

No mais, vai um questzinho pq to animadissima pra responder esses questionarios …Vai esse e depois tem outro!

Meu nome é: Izabela Carvalho de Freitas

Escolheram-me esse nome porque: O porque exatamente eu não sei, mas estavam em dúvida entre Izabela e Pollyana, dai a maioria opinou Izabela e ficou!

Em resumo eu sou: Uma menina aparentemente sonhadora mas é mais realista do que possam imaginar, mas as vezes sou o contrário. Que gosta de estar com os amigos por perto, carinho e com o coração preenchido, mesmo que ás vezes isso machuque. Chata, teimosa, ciúmenta e urgente até demais.
Sou humana como qualquer um, com defeitos e qualidades devidamente balanceados.

Minhas maiores influiencias eu diria que são: Sou influenciada por tudo e todos que eu amo. Costumo seguir os bons exemplos das pessoas que me rodeiam ou até dos grandes exemplos dahistória, artistas, cantores, enfim.
Mas posso dizer que sigo demais os conselhos de cinco pessoas em especial, minha mãe, Carla, Erikinha, Rodrigo e o Diogo.

A (s) música (s) que eu escolheria como trilha da minha vida:
Amanhã Não Se Sabe – LS JACK
Do it – LENINE
Sair Só – LENINE
Dirversão – NILA BRANCO
Condição – LULU SANTOS

Jamais deixo terminar meu dia sem : Cagar, ouvir música e dizer “Eu te amo!”

Gosto muito de comer: Rabada, frango assado, rabanada, açai.

E de beber : Leite, Maracuja com leite condensado (as vezes com vodka, as vezes nao), agua de coco

O amor pra mim é: Um sntimento nobre, lindo e que poucas pessos tem a noção da beleza e da imensidao desse sentimento. Um sentimento que está sendo banalizado

Eu sinto saudades de: Dos amigos de longe, da infancia ingenua, das brincadeiras, dos meus avós e de quando meus amigos num trabalhavam! (rs)

Amizade pra mim é: Uma coisa muito séria, complexa, mutua. É um amor bonito, forte. É sem dúvidas a cumplicidade incondicional.

Meu trabalho pra mim é: Meu trabalho é bom demais, mó folga, varias oportunidades. Mas além de não ser exatamente como eu queria, não é serio como deveria.

Eu odeio : Mentira, omição, covardia, briga, preconceito e esperar.

Eu amo : música, textos bonitos (literarios) e um montao de coisa!

O que mais me irrita é: Falar da vida alheia, não sentar pra conversar, teimosia, crítica ao Brasil e quando não acreditam em mim.

O que mais me alegra é: conversar, abraço, cafuné, pessoas reunidas, dar risada, brincar de zuar, ir em show, ouvir e saber de música (princ Brasileira), ações de carinho.

Não sou nada sem : Gente, música, leite e banheiro.

Quero que o próximo ano seja : Um ano de trabalho duro no decorrer e uma grande realização no final.

3 Responses to “Feliz por opção!”

  1. Greice Says:

    Cara, sabe oq é legal na leitura de blog? COTIDIANO! É muito interessante a tristeza que se têm ao ler um post e em seguida vir essa alegria repentina do dia posterior! É como viver uma vida inteira em algumas horas de leitura! Tô adorando isso aqui!

  2. driving for disabled people Says:

    Hi my friend! I wish to say that this post is awesome, great written and come with approximately all vital infos. I¡¦d like to peer extra posts like this .

  3. Silvia Odete Morani Massad Says:

    I visit daily a few sites and blogs to read articles or reviews, but this blog offers feature based content.

Leave a Reply