Coisas da vida mesmo!

Pois é então…Eu tinha prometido pra mim mesma, e tava até fazendo involuntariamente, não escrever mais as coisas chatas que ocorrem comigo, por aqui em casa. Mas tem certas coisas inevitaveis e que e não exponho eu guardo no coração e aí a coisa é pior.
Tô aqui fazendo maior banho maria pois perdi a melancolia e a emoção de escrever sobre os desatres de uma vida privada. Mas não, não se trata de um coração sangrando por outro fechado. A coisa é pior, ao meu ver, e em fração de segundos vi minha infancia todinha ali na minha frente e eu com o coração disparado, as lágrimas escorrendo, pedia por calma e cuidado.
Meus pais brigaram e eu sei muito bem que esse tipo de coisa “faz parte”, do mesmo modo que sei que o coração disprado, o medo e a sensação de impotencia também faz parte do jogo. Mas falando claro?! Foi foda!! E foi foda porque me vi misturada em criança, filha e mulher. Essa ultima categoria ainda é novidade pra mim, ainda me assusta ver os meus pais brigando e entender a coisa de forma mais adulta, entender as cobranças, as reclamações…E, em meio a isso meu lado filha e criança fica apavorado pedindo por amor e paz, com medo de que dessa vez os laços sejam cortados de verdade, mesmo com o meu lado mulher achando que essa seria a melhor solução.
Resumindo de forma informal e mais crua e direta; fazia tempo que minha mãe se queixava do meu pai e dessa vez ela resolveu expressar isso da pior forma possível. Como se não bastasse a briga verbal entre os dois, que pra mim já é grave pra caralho, rolou ainda muitos tapas, socos e até uma tentativa mais séria de acabar um com o outro, e quase me acertando ainda por cima. Foi triste, foi muito feio e eu realmente entrei em panico de ver tal situação que eu não via desde criança, principalmente por desta vez eu estar sozinha com os dois em casa. Se pelo menos o Cauê não tivesse saido e a Nat não morasse tão longe…
Acabou que eu com minha pouca locomoção, aproveitei a sorte de estar de frente pro PC e me preparei pra mandar torpedos pra geral pedindo um help caso fosse necessário. E ainda mais sortuda de tudo, tenho amigas lindas como Erikitcha e Anne, que deixaram de ir dormir pra ficar me acalmando e segurando a barra comigo pelo MSN. O que foi ótimo, assim como ñ consigo telefonar sozinha, com elas ali bastaria apenas digitar o número e pedir que ligassem, isso caso precisasse, mas não precisou, graças a Deus. Logo me distrai com elas, e meus pais finalmente durmiram.

Espero que esse sono acalme os corações e ambos acordem em paz!

Leave a Reply