Imagens da minha história…

Sempre quis saber um pouco mais de mim mesma, e nunca soube se tudo isso na verdade era insegurança de não saber realmente quem sou, e como sou vista de fora, ou se isso é na verdade o tal do egocentrismo que eu teimo em dizer que tenho. Não sabia se queria mesmo era me conhecer melhor, ou se já me conhecia o bastante e tenho, na verdade, a necessidade desesperadora de ser reverenciada e aplaudida sempre.

Agora com o lance do livro, essas coisas estão se tornando mais questionáveis pra mim, pois verei como realmente as pessoas me enxergam, e numa época boa, pois aos 25 anos de idade eu posso dizer que apesar de ter os meus momentos de menina de 15 anos que chora e expõe o nick no msn só pras pessoas perguntarem o que houve, eu quando necessário sei me comportar a altura de uma mulher estudada e muito mais experiente do que muita gente imagina.

É engraçado olhar pra tudo isso, saber de tantas coisas e ver de fora como a sua vida aconteceu e você nem percebeu. Ver o quanto na horas as dificuldades são gigantes mas quando vistas assim você lembrar que na época foi difícil, mas não acha que deva receber tanto mérito assim. Difícil explicar com clareza todo esse turbilhão de nostalgias gostosas e doloridas que uma coisas dessas causa na vida da gente.

De tudo que foi visto, lido, e relido, o que fica de verdade é uma emoção gostosa, uma vontade de chorar ao ver o quanto de pessoas maravilhosas passaram, e ficaram e ficam na minha vida até hoje. Ver que apesar de clichê, eu sou a única pessoa do mundo que tem moral para dizer que tenho a melhor mãe e o melhor pai do mundo. E que sou a pessoa mais rica desse planeta, porque dinheiro nenhum nesse universo pagaria a família e os amigos que eu tenho.

Se eu sempre quis saber de verdade quem eu sou, eu sou a pessoa mais feliz desse mundo, e porque não dizer que fui feita de mim mesma, e da mistura de cada pessoa que surgiu na minha vida pra me ensinar alguma coisa.

Como nada nessa vida é por acaso, mais um anjo especial entrou na minha vida pra tornar mais um sonho real, e me responder a pergunta que nunca se calou dentro de mim. De uma forma linda, nobre e que deixou meu coração lisonjeado de ter a minha história escrita e colocada assim, na vitrine.

Me atirava do alto na certeza de que alguém segurava minhas mãos, não me deixando cair.
Era lindo, mas eu morria de medo.
Tinha medo de tudo quase:
Cinema, Parque de Diversão, de Circo, Ciganos…
Aquela gente encantada que chegava e seguia.
Era disso que eu tinha medo.
Do que não ficava pra sempre.

One Response to “Imagens da minha história…”

  1. Rodrigo Says:

    aewww…. eu tardo mas nao falho :$ tow aki no lab da faculll, entre o ensaio da semana do livro e o ensaio teatraaalll… o ruim é q daki a pouco o lab fecha, mas vo lendo até onde der.
    bom, q bom chegar e já ler de kra um post bonito e otimista desse jeito =D
    num liga pro egocentrismo nao… tds nós o temos 😉
    q música é essa no final??
    me deixa um scrap falando?? :$

Leave a Reply