Escarro #2

Eu queria conseguir desabafar um pouco do que eu ando sentindo. Mas tá difícil encontrar palavras pra falar o que anda rolando. Eu quero o tete a tete, sabe? Queria que alguém me doasse um pedacinho do tempo pra ouvir minhas palavras confusas. Queria deitar a cabeça no colo e, recebendo um cafuné, falar um montão de coisas. Mas o tempo engole a todos com tanta fome, que me sinto assim; meio sem jeito de pedir tal atenção.

Relaxa!!! Não se incomode comigo. Deixa que dos meus trancos cuido eu. Eu e eles já somos intimos, e eu também cansei dessa carapuça de dramatica. Cansei de todas as carapuças!! Deixa pra lá, vai e segue em frente!!

Vamos, vamos viver a vida!!! Na minha cama eu arrumo esse amassado e aquele quebradinho ali, pode deixar!!! Não perca seu tempo comigo, vai lá que o telefone tá tocando!! Deve ser algo importante! Deixa eu aqui, já já eu resolvo isso tudo.

Mas assim, quando der, não precisa nem ser hoje, nem amanha. Não precisa ser essa semana e nem mesmo nesse mês. Qualquer dia, me dá um abraço? Não é por nada não, tá tudo certinho, é só um abraço mesmo, atoa…

Leave a Reply