Entre quatro paredes

Estava tão distraida com seu novo brinquedo que nem percebeu os primeiros sopros. Cantarolava pra lá e pra cá no seu mundo de quatro paredes. Estava ocupada realizando sonhos e não tinha tempo pra mais nada. Com sorriso maroto nos lábios, olhou pelo vidro transparente da porta e viu o sol brilhando lá fora. Se lembrou daquela brisa suave que dá no outono. Distraída, esbarrou no trinco da porta e nem percebeu a peripécia. Jamais perceberia. Voltou vibrante aos sonhos, e se esqueceu do mundo, do sol, da brisa. De repente, sem aviso prévio, e sem ensaios; ali estava novamente a brisa. Ventando seu rosto, e esvoaçando seus cabelos. Surpresa e com o coração aos pulos, virou em direção à porta e notou que esta estava escancarada. Fechou então os olhos e deixou que aquela brisa suave preenchesse todo o seu mundo de quatro paredes.

5 Responses to “Entre quatro paredes”

  1. Rodrigo Says:

    a brisa chegou até aqui *-*

  2. jediroma Says:

    a brisa chegou até aqui… [2]

  3. maely Says:

    dona izabela, bebela anda inspirada hã?

    estou a gostar disso.

  4. Greice Says:

    Eu gostei por demais.

  5. holidays in madeira Says:

    Very efficiently written information. It will be beneficial to anybody who utilizes it, as well as me. Keep up the good work – can’r wait to read more posts.

Leave a Reply