O som que banda toca

Basta me conhecer um pouco, que está estampado (literalmente) o quanto eu gosto de música. Talvez, se eu tivesse possibilidades físicas eu até estudaria algum instrumento. Ou não, talvez eu seria com mais facilidade o que eu almejo hoje; ser produtora de eventos musicais.

Mas o fato é que vivo muito disso, adoro assuntos que se referem a esse tema, adoro ouvir as teorias de gente que vive dessa arte, adoro quem sonha com isso, adoro conhecer tudo que envolva a música.

Sou fascinada nos meus amigos que são músicos, sempre acabo sendo atraida pelos assuntos musicais deles. Gosto de perder (pra mim, seria ganhar) tempo com os papos sobre bandas, músicas, projetos, etc. E sempre que conheço alguém, uma das coisas que logo tento absorver das pessoas, é o gosto musical. Tem coisa melhor que trocar figurinha sonora?!

Meu avô adorava música, meu tio era baixista de uma banda que já tocou com paralamas do sucesso, e já ganhou o top 10 nas radios varias vezes na frente de nomes importantes. Se fosse vivo, talvez hoje seria um cara fomoso dessas bandas importantes. Quando eu era pequena, tudo era na base das cantigas infantis, o sono, o banho, a diversão.

Por ser assim, tudo na minha vida funciona muito com música. As minhas recordações são atraves dos sons, dos tons das vozes, das músicas. Qualquer lembrança tem uma trilha sonora. E isso é tão forte, que não posso ouvir Lenine; devido a uma má recordação, não pude ouvir Bethania por um bom tempo, e ainda não consigo ouvir “vou deixar” do Skank. É forte mesmo, uma coisa quase incontrolável.

Do mesmo jeito que isso pode ser ruim, pode ser bom também. A minha vida muda e toda a trilha também muda. Não que todo o resto seja apagado, nunca, mas os novos ares costumam vir de novos sons. E algumas músicas ficam eternizadas. Não tem como não dar um sorriso involuntário ouvindo Rama do Tianastácia, não tem como não ficar bem ouvindo Toquinho, Balão Mágico, entre outras… Volta toda a memória do momento, é incrível.

E agora, nesse momento que eu nem explicar ao certo como é que é; ando ouvindo um bucado de coisa eu diria “diferente”?! Não sei se podemos classificar assim exatamente.

A melhor coisa que posso fazer é dar um breve resumo de algumas das coisas que tenho escutado. Lembrando que; há uma infinidade de músicas que pertencem a meu setlist. Isso é só pra dar uma atualizada.

Quero muito começar com Wado que é um cara lá de Maceió, e tem uma música meio “sambinha”, mas também com um jeito meio peculiar. Eu acabei me apegando as músicas dele e não deixo de ouvir! As letras são muitas vezes simples e curtas, mas passam uma vibração boa; é uma coisa leve que, seja lá o que esteja cantando, é bem alto astral.

MPB (Música pra Baixar)

MPS (Música pra Seguir)

Por indicação de uma puta amiga minha, Yoko, passei a ouvir também o Emicida. O nome do CD que minha amiga passou é “Pra quem já mordeu um cachorro por comida, até que eu já fui longe”. O cara pode ser classificado em um genero meio hip hop.

MPO (Música pra Ouvir)

MPS (Música pra Seguir)

As músicas são quase sempre de reivindicação ou então valorizando a força e a coragem que se tem e que é preciso pra se viver em um País como o nosso. Eu indico, porque confesso que comecei a ouvir com certo receio e acabei gostando da coisa!

Tem pessoas que já me conhecem e nós já temox costume de mandar logo o link da música um pro outro, sem contextualizar nada. Depois as opiniões são debatidas e a coisa fica boa!

Nessa brincadeira, recebi um link do youtube de uma música da banda Umphrey’s McGee. Na mesma hora adorei e já lancei meu comentário “essa banda é uma mistura de Dave Matthews Band com John Mayer “ e incrivelmente a pessoa digitava algo muito semelhante a mim! E daí por diante o papo rendeu, e eu obviamente fui dar a minha “puxadinha”. Ouço direto.

Fica a divida do MPB e o MPS do Umphrey’s McGee.

Um amigo que me conhece, e sabe disso, em um dia que lhe pedi coisas novas; me ofereceu Alice In Chains, o album “Black Gives Way to Blue”. Confiei no taco do rapaz e me dei bem! O album é bacana pra caramba, uma coisa linda de se ouvir! Não me canso!

Fico devendo também MPB e o MPS do Alice In Chains.

Ouço também uma banda chamada Nuvens, que é uma banda do Paraná e que foi indicada por outra amiga. A banda tem um meio Folk, umas letras sensíveis demais, e é um trabalho bastante interessante e gostoso de se ouvir.

MPB (Música pra Baixar)

MPS (Música pra Seguir)

Outra dica deliciosa é a Imogen Heap. É uma cantora e compositora Inglesa, o som dela é com predominancia na voz, porque é realmente muito boa de se ouvir. Além de cantar, a moça sabe tocar diversos instrumentos e é compositora desde os seus 11 anos.

Vou dever o MPB e o MPS, porque não sei ao certo se ela tem MPS, e o MPB dela eu encontrei nesses sites de downloads mesmo. Então, busque aí!!!

Eu tava louca pra ouvir um Jazz, aliás ainda estou morrendo de vontade de ir em um barzinho de jazz! Mas então, continuando, eu saí pedindo pro povo alguma dica de música e acabei recebendo Lizz Wright. O som da moça é uma delícia, é uma misturinha de Jazz e Blues.

E sobre o MPB e MPS, fica a mesma coisa da Imogen, procurem em sites de downloads!!!

Escutei também MariaGadú. E olha, ou eu não entendi ou realmente rola uma rebordose por nada! A mina canta bonitinho, com uma voz grave e tals, mas nada extraordinário! Ela não sai do diferente do que já vimos como; Cassia Eller, Ana Carolina e alguma outra dessas. Tá lá no meu playlist, mas não faz muita diferença não, viu?

MPS (Música pra Seguir)

Além disso, tem o novo CD do John Mayer que eu achei bom, mas já ouvi Cds melhores. O cara é fodão, e é por isso que fica justamente a idéia de que poderia ser melhor!!!

MPS (Música pra Seguir)

Por hoje é isso, mas eu encerro o post com um pedido e/ou uma proposta: Se você for comentar, dê uma dica de música, adoro conhecer coisas. Às vezes esbarramos sem querer com coisas geniais, assim em um simples bate-papo.

5 Responses to “O som que banda toca”

  1. Narinha Says:

    olha só, descobri teu blog pelo twitter de TM e acabei gostando, adorei os posts, as dicas de músicas mas nunca fui muito de comentar, mas só como agradecimento pelas músicas sugeridas, resolvi deixar uma dica: é uma banda que minha irmã descobriu não sei como, não sei onde, mas eu achei o som bem gostosinho, calminho, mas como foi ela que baixou nem sei te dizer onde você encontra, mas se quiser procurar, o nome é Locksley (:me identifiquei bastante com o post também porque música é uma coisa que mexe intensamente comigo, e cada fase minha me remete a um estilo, ou banda, ou música diferente (:

  2. maely Says:

    alice in chains continuou depois que o vocalista morreu? =uu

  3. jediroma Says:

    não te conquistei com nenhum link musical ainda?? logo eu???

    ahh, também não consigo mais escutar Pitty como antes =p

  4. Greice Says:

    INFELIZMENTE não consigo mais ouvir “nao há de ser nada” sem chorar, e nem Hedonista do Galdino normalmente… quiçá a Pitty! Maldição!
    Tô gostando do Emicida e Moveis Coloniais, que eu tbm não conhecia! Mas tô apaixonada a um tempo mesmo é pela Maria Gadu, que agora já tá com a música até na novela e eu não sabia… (não tô acompanhando essa novela).. GENTE. OQ É A VOZ DESSA MULHER?! ELA SIMPLESMENTE FEZ UM MILAGRE COM A MÚSICA BABA* DA KELLY KEY…. JURO POR DEUS… AQUILO SÓ PODE SER UM MILAGRE, IZA! Já escutou?

  5. Silvia Odete Morani Massad Says:

    Howdy I am so grateful I found your website, I really found you by
    accident, while I was looking on Askjeeve for something else, Regardless I am here
    now and would just like to say kudos for a fantastic post and a all round thrilling
    blog (I also love the theme/design), I don’t have time to go through it all at the minute
    but I have book-marked it and also added your RSS feeds, so when I have
    time I will be back to read more, Please do keep up the great work.

Leave a Reply