o óbvio

O que você lê não é o que escrevo
O que escrevo não é o que penso
O que penso não é o que sinto

Nem sempre o que sinto, é verdade!

4 Responses to “o óbvio”

  1. Weber Says:

    Controverso, porém profundo =O)

  2. bru Says:

    Os nossos sentimentos as vezes são tão dissimulados para nós mesmos. Que conseguimos numa mesma fala ter consciência absoluta do que se diz e não saber absolutamente de nada do que foi dito.

    Texto fantástico Iza!!!

  3. Marcele Says:

    Cuma???

  4. Rodrigo Says:

    “eu sei que você vê, tudo que eu faço, eu sei que você lê tudo que escrevo, escrevo pra você…” (Estrelas – Ludov)

Leave a Reply