Recesso…

Peço desculpas pela falta de criatividade, estou com a cabeça confusa, colocando pensamentos, sentimentos e ideais em ordem. Prometo compensar após essa reforma rápida (espero) e explicar um pouco melhor o que está acontecendo, assim que eu conseguir compreender.

E a gente não vai saber, ainda, se dessa vez valeu. Ninguém vai saber, nunca. Não dá para adivinhar quando ela sente e quando ela finge e quando ela simplesmente não tem controle do que passa por ela turbulento ou calmo.
Mas vale à pena – pra ela, pra mim e pra você – olhar direto e sempre pra frente. Vale à pena fechar os olhos para o que não serve e abrir assim, só quando der mesmo vontade. Vale à pena agredir as morais questionáveis da vida e, definitivamente, não passar vontade. Valeria à pena, inclusive, se empenhar em algum final bonito, poético e pensável para esse texto. Só que eu acho que para ela, às vezes, falta vontade.
E chame egoísta se quiser, mas acho que muito certo faz a pessoa, de guardar o motivo dos seus sorrisos, só para ela.

Incrível como alguns poetas, mesmo que “anônimos”, dizem exatamente o que estamos querendo dizer, com todas as vírgulas e pontos finais.

Um beijo especial pra melhor mãe do mundo. Que hoje, 13 de novembro, está fazendo mais um aniversario. Prometo algo melhor assim que for possível, porque nós ainda temos a eternidade!

6 Responses to “Recesso…”

  1. erikinha Says:

    é… descreveu bem o que vc me disse estar sentindo!
    e eu fiquei felizzzzz viu?!
    só lembra da palavrinha mágica “dosagem”!
    ;P
    vai dar tudo certo!

    um beijo meu bem

  2. Celly Says:

    concordo plenamente com o texto
    e um beijo grande pra sua mãeeeeeeeee
    te amoo

  3. Daiane Says:

    Velhooo, q coisa neh???
    Anôninmos são foda Iza… bem vc msm.

    Parabéns pra tiaaa!!!!

    Bjuu
    =**

  4. LeAnDrO Says:

    São tantas emoções… São momentos em que eu nunca me esqueci.. tan tan tãn tan tãnn

  5. Rodrigo Says:

    ilustre tia Nanci!! 😀

    música da Wanessa pra mãe dela.

    NADA SEM O SEU AMOR

    Não precisa se preocupar
    eu ja posso ir

    Você nem viu
    o quanto eu cresci
    Nos seus braços
    onde tanto durmi

    Nossos dias azuis
    os momentos
    ficaram em mim
    Você já me ensinou
    a ser forte assim
    Tudo o que eu sou
    é nada sem seu amor

    Você não diz
    mas no seu olhar
    vejo o medo do adeus

    Eu prometo
    que onde estiver
    sempre guardarei seus olhos
    nos meus

    Nossos dias azuis
    os momentos
    ficaram em mim
    Você já me ensinou
    a ser forte assim
    Tudo o que eu sou
    é nada sem seu amor

    Com você
    sigo o que eu sou
    Eu aprendi o que é o amor
    O que é o amor

    Nossos dias…
    Tenho tantos momentos
    guardados em mim
    Você já me ensinou
    a ser forte assim
    Tudo o que eu sou
    é nada sem o seu amor

    tudo o que eu sou…

  6. Silvia Odete Morani Massad Says:

    Appreciation to my father who stated to me about this webpage, this web site is really
    amazing.

Leave a Reply