De Pernas para o Ar

Fazia tempo que eu não aparecia no cinema, tem horas que cansa mesmo e eu dou uma mudada no meu roteiro de vida. Mas me falaram tanto do filme “De Pernas para o Ar”, que eu resolvi assistir e ver se era tudo isso mesmo.

Na verdade, esse foi o único motivo mesmo. Eu acho a Ingrid Guimarães com um humor meio sem gracinha, e acho que ela não tem nada muito genial. Além disso, o filme também nem me chamava muita atenção não. Papinho de sexshop e masturbação é quase piada pronta, vai?! Tinha ainda o clichê sobre essas mulheres bem sucedidas que acabam roubando o papel do homem na casa, e nunca tem tempo pra nada a não ser o trabalho. Já começa a mentira e o preconceito; a mulher consegue trabalhar fora, cuidar dos filhos e transar a noite.

Fui assistir em um sábado a noite, última sessão, e com a minha prima! Super piada pronta também, né? Duas mulheres indo assistir “De pernas pro ar” sozinhas, em pleno sábado a noite. Ah, e daí? Fomos lá as duas com a mesma sensação de que não seria nada muito assim marcante. E não foi, de fato.

O filme é muito melhor do que eu poderia imaginar. Além de não ser lá muito fã da Ingrid Guimarães, eu também acho o Bruno Garcia meio fraco como ator e principalmente na tentativa de ser engraçado, e também não sou admiradora da Maria Paula. Ou seja, o filme tinha todos os ingredientes pra ser uma bosta e não foi! E o filme tem sim lá os seus picos de graça, mesmo não sendo pra mim os mesmos picos que foi pra maioria esmagadora. A tal cena engraçada que foi tão comentada dia desses, em mesa de bar, nem é tão engraçada assim. Eu poderia destacar outras cenas mais engraçadas e interessantes.

No final das contas, todos os atores do filme levemente me surpreenderam. Todos interpretaram um personagem teoricamente comum que, de acordo com as circunstancias, viviam momentos que visto por nós telespectadores; torna-se engraçado. A desgraça alheia, na real mesmo, é de fato uma coisa que nos faz dar risada. Pelo menos eu, ri muito mais nas cenas mais sutis do que nas cenas onde rolaram uma intenção de ser engraçada.  Cenas assim eu acho patética.

No mais, ainda está longe de comparar com “Se eu fosse você” I e II. Aliás, é pecado tentar comparar qualquer filme brasileiro e de comédia com as duas versões de “Se eu fosse você”. Galera tem que ralar muito pra chegar à Tony Ramos e Gloria Pires, tem que estudar muito ainda.

Se fosse pra dar uma nota? Eu daria 7.0 .  Não merece ser reprovado, mas ainda tem filme melhor aí no hall.

5 Responses to “De Pernas para o Ar”

  1. Bru Says:

    Concordo e assino embaixo!!!
    E sabe, pior, atualmente trailer de filme conta absolutamente tudo que acontece no filme, fica sem graça.

  2. Belinha Says:

    Nossa, você tocou em um assunto real! Não se fazem bons trailers!!!

  3. jediroma Says:

    eu vi o filme e gostei muito. bom pra dar umas risadas e só.

  4. Thaty Says:

    Vou falar que o filme não tem nada de surpreendente. Fui esperando só rir e foi o que fiz. Risadaria boba, vazia e despreocupada. Saí dali de volta pra realidade sem reflexões porque o filme não deixa elas no ar, né?!

    Agora o lance dos trailers é a grande questão mesmo. Mas isso para todos os filmes. A gente vai ao cinema sabendo exatamente o que vai ver. É raríssimo se surpreender quando já vimos o trailer…

  5. pandora charms Says:

    You made some decent points there. I looked on the web for the issue and found most people will go together with together with your website.

Leave a Reply