Pra variar, música.

Já disse que esse ano foi realmente o ano da música?! Sim, porque no mesmo ano ter o privilégio de contemplar o lançamento do CD de Chico Buarque, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Marisa Monte, Toquinho e Ana Carolina é mesmo pra dizer que foi um dos melhores anos. Isso que preferi não comentar que o Rei Roberto Carlos também andou lançando CD novo, mas como não gosto, não sei e não entendo muito bem do ex-jovem guarda, prefiro não dar muito destaque.
Pois é, e o mais delicioso é que dos que lançaram CD, eu pude ter a honra de assistir aos shows de Chico Buarque, Marisa Monte e Caetano Veloso. Só falta mesmo poder curtir o da Ana Carolina, da Maria Bethânia e do Toquinho.
Dos já conferidos, não tem como dizer que Chico Buarque é realmente quem é, por merecer. O cara é foda e realmente foi um dos melhores shows que eu já pude ver na minha vida. Tanto é que fiz questão de assistir duas vezes, e as duas vezes assistidas me fizeram emocionar, me fizeram sentir no céu. Chico é do tipo que quanto mais você ouve e assiste, mais ainda você quer. Depois dele vem a Marisa Monte, que hipnotiza no palco, com sua quase-orquestra e sua voz divina e suave. Um show perfeito também, que lava a alma, você sai leve do show, como quem recebe um carinho.
Seria injusto dizer que o show do Caetano é horrível, porque o cara também é uma lenda viva (que frase péssima!), mas também não tem como comparar o show de Caetano Veloso com o de Chico e tão pouco de Marisa. Caetano é pop, rock, dance, é arroz de festa e é o tiozão da garotada. Mas tem suas, e não menos importantes, qualidades. O que o deixa, sim, merecedor do meu humilde respeito.
Mas quanto aos CDs, devo dizer que se tratando de Chico, Caetano e Ana Carolina, eu sinto uma sexualidade enorme, desde aquela coisa romântica e sedutora comum já, até aquele lance mais agressivo e escrachado. Como já dizia a música “e a mente apavora o que ainda não é mesmo velho”, rola sim um certo estranhamento ao ouvir esses novos CDs. Acho que quem pouco surpreendeu foi Marisa Monte que manteve seu padrão, e Maria Bethânia que também não fugiu muito do que seria esperado. Chico Buarque está mais romântico do que nunca, e bem menos revoltado com as injustiças atuais. Sua época de movimento estudantil já passou faz tempo e ele parece saber que o papel de revolucionar está nos jovens. Já Caetano está agressivo, não bem com a situação do Brasil, mas com as mulheres. Está grosseiro, e um tanto quanto boca suja para um homem sexagenário.
Assim como Marisa Monte, Ana Carolina lançou CD duplo. Eu, na minha humilde opinião, achei um tanto quanto desnecessário, tanto pra uma quanto para outra. Mais ainda para Ana Carolina que, em algumas músicas exagerou em seu lado “sexo animal”. Ela comeu e bebeu a madona, foi traída mais de sete vezes e ainda fala do “liquido”, do “nervo rígido”, entre outras “cositas” mais.
Não precisava de se dar ao trabalho de fazer um CD duplo com músicas que não precisavam ser expostas, pelo menos não agora, não com essa pressa toda. Poderia lançar um com as melhores composições, e em outro momento, mais amadurecido, lançar o segundo. Porque essa “caída” se dá claramente de um CD para o outro, o primeiro está ótimo, o segundo já está apenas bom.
De qualquer forma Ana Carolina é mesmo um caso a parte pra mim, dificilmente se encontrará algum texto meu falando mal dela de verdade.

Eu ainda volto pra falar de Elis Regina (sim, ela mesmo!) e principalmente de Pain Of Salvation.

5 Responses to “Pra variar, música.”

  1. Leandro Dalarte Says:

    Você voltar pra falar de Elis Regina?
    Essa eu quero ver!
    Viva a MPB!
    Beijo!

  2. Bianca Pyl Says:

    amoooooo Elis!
    tudibom ela!

  3. Rodrigo Says:

    bomm… desconheço os trabalhos ae de Chico até Caetano, dos q vc disse só conheço realmente o da Ana… mas sei lá, até q gostei da atitude dela dessas músicas + agressivas, + escraxadas e pornográficas, apesar q num precisa msm ser duplo, mas acho q é um momento legal pra ela lançar. nos otros cds msm haviam algumas canções + agressivas, mas é engraçado como ela consegue ser “chike” msm nessas canções pornográficas e escraxadas.
    é realmente pra pocos isso!

  4. 24 bit barcode Says:

    24 bit barcode

    Um pouco de quase tudo. » Blog Archive » Pra variar, música.

  5. Silvia Odete Morani Massad Says:

    This post will help the internet viewers for creating new website
    or even a weblog from start to end.

Leave a Reply